Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/meio-ambiente/album/2013/09/18/greenpeace-protesta-contra-exploracao-de-petroleo-no-artico.htm
  • totalImagens: 112
  • fotoInicial: 110
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130918121023
    • Ártico [11300];
    • Greenpeace [11186]; Protesto [29229]; Petróleo [13676]; Meio ambiente [11359];
Fotos
11.jul.2013 - Alejandro Sanz fez uma travessia no extremo sul do Ártico com um grupo do Greenpeace em julho de 2013. A travessia apela para criar uma região protegida no polo Norte, onde ficará proibida a extração petrolífera e a pesca industrial. "Temos que ter consciência que, se salvarmos o Ártico, salvaremos muito mais. É a batalha ambiental mais importante do momento, porque está em jogo um dos poucos lugares do planeta onde ainda existe um equilíbrio", diz o cantor espanhol, que é embaixador da campanha "Salve o Ártico" da ONG Greenpeace Mais
13.ago.2013 - Lancha com ativistas do Greenpeace se aproxima do "Akademic Lazarev" (ao fundo), barco da petroleira Rosneft que faz pesquisa sísmica no mar de Barents, no Ártico. A ONG protesta conta a exploração petrolífera e os testes que são perigosos para os mamíferos da região, pois o sinal interfere nos sons emitidos pelos animais Will Rose, Greenpeace/Efe Mais
22.ago.13 - Ativistas do Greenpeace se cobrem de tinta escura em protesto na Polônia contra as gigantes de energia Shell e Gazprom, que planejam explorar óleo e gás em reservas no Ártico Kacper Pempel/Reuters Mais
26.ago.2013 - O navio Arctic Sunrise, quebra-gelo do Greenpeace, foi interceptado pela Guarda Costeira russa depois que ativistas entraram na Rota do Mar do Norte em protesto contra o projeto de exploração de petróleo perto do Parque Nacional Ártico Russo Will Rose/Efe Mais
18.set.2013 - Ativistas do Greenpeace escalam plataforma de extração de petróleo da empresa russa Gazprom, no mar de Pechora, na região russa do Ártico. A ONG argumenta que a exploração petrolífera ameaça o meio ambiente ártico Denis Sinyakov/Greenpeace/AFP Mais
18.set.2013 - Mascarado, homem com trajes da guarda costeira russa aponta arma para ativistas do Greenpeace. Segundo a ONG, o grupo disparou 11 tiros contra a embarcação e deteve dois militantes em um dos navios da guarda costeira Denis Sinyakov/Greenpeace/AFP Mais
18.set.2013 - Mascarado, homem com trajes da guarda costeira russa aponta uma faca para ativistas do Greenpeace que tentavam invadir a plataforma Prirazlomnaya, da estatal russa Gazprom, no mar de Pechora, no Ártico russo. Dois militantes foram detidos, mas outros dois conseguiram alcançar a plataforma, se prendendo com cordas ao local Denis Sinyakov/Greenpeace/AFP Mais
18.set.2013 - Homens mascarados interceptam bote com ativistas do Greenpeace que tentavam invadir a plataforma Prirazlomnaya, da estatal russa Gazprom, no mar de Pechora, na região russa do Ártico. Dois militantes foram detidos, mas outros dois conseguiram alcançar a plataforma, se prendendo com cordas ao local Denis Sinyakov/Greenpeace/AFP Mais
18.set.2013 - Mesmo com a intervenção da guarda costeira russa, dois ativistas do Greenpeace conseguiram escalar a Prirazlomnaia e se prender com cordas à plataforma de petróleo da estatal russa Gazprom, em ação no mar de Pechora. A organização protesta contra o perigo da exploração de combustível na região extremamente sensível Denis Sinyakov/Greenpeace/AFP Mais
18.set.2013 - Ativistas do Greenpeace escalam plataforma de extração de petróleo da estatal russa Gazprom, no mar de Pechora, na região russa do Ártico. Dois militantes foram detidos na ação, segundo a ONG Denis Sinyakov/Greenpeace/AFP Mais
24.set.2013 - Ativistas do Greenpeace são retirados de navio e encaminhados para escritório do Comitê de Investigações Russo, em Murmansk. Desde o dia 18 de setembro, guardas da fronteira russa detiveram um navio e a tripulação da ONG, que foram levados ao porto depois de o navio ser rebocado do mar do ártico. A brasileira Ana Paula Alminhama Maciel, de 31 anos, está entre os tripulantes detidos EFE/Igor Podgorny/Greenpeace Mais
24.set.2013 - Grupo de ativistas do Greenpeace protesta na sede da empresa russa de petróleo Gazprom, em Berlim, para pedir a liberação de 30 tripulantes detidos ao protestar no mar do ártico EFE/Ole Spata Mais
24.set.2013 - Tripulantes do navio do Greenpeace "Arctic Sunrise" seguram um cartaz com os dizeres "Save The Arctic" (Salve o ártico), enquanto estão detidos pela Guarda Costeira Russa AP/Greenpeace Mais
24.set.2013 - A ativista brasileira Ana Paula Alminhama Maciel, de 31 anos, foi detida junto a outros 30 ativistas do Greenpeace no dia 19 de setembro. A Guarda Costeira Russa entrou no navio "Arctic Sunrise", enquanto ele ainda navegava em águas internacionais, protestando contra a petroleira russa Gazprom Greenpeace Mais
24.set.2013 - A diretora do Greenpeace, Sylvia Borren, faz manifestação em frente à embaixada russa em Haia, na Holanda, nesta terça-feira (24), contra a detenção de 30 integrantes da organização pela guarda costeira russa no Ártico, na sexta-feira (20). Autoridades russas abriram uma investigação por pirataria contra militantes do Greenpeace por sua ação contra uma plataforma petroleira da Gazprom Martijn Beekman/EFE Mais
24.set.2013 - Navio do Greenpeace "Arctic Sunrise" é escoltado por um barco da guarda costeira russa, em Kola Bay, na base militar Severomorsk, na península de Kola, na Rússia, nesta terça-feira (24). Autoridades russas abriram uma investigação por pirataria contra militantes do Greenpeace por sua ação contra uma plataforma petroleira da Gazprom no Ártico, na sexta-feira (20) Efrem Lukatsky/AP Mais
26.set.2013 - Policiais montam guarda perto de jaula com o fotógrafo do Greenpeace Denis Sinyakov, no tribunal de Murmansk, na Rússia. O tribunal prolongou por dois meses a detenção de Sinyakov, um dos 30 ativistas do Greenpeace presos no protesto contra uma plataforma petrolífera da gigante russa Gazprom no Ártico, informou a organização ecologista Igor Podgorny/Greenpeace/EFE Mais
26.set.2013 - A bióloga brasileira Ana Paula Maciel, uma dos 30 ativistas do Greenpeace presos durante protesto contra uma plataforma petrolífera da russa Gazprom no Ártico, é escoltada na Corte de Murmansk, na Rússia. O tribunal prolongou por dois meses a detenção de 22 ativistas e deixou o restante do grupo, incluindo a brasileira, sob custódia por três dias até nova audiência Igor Podgorny/Greenpeace/Reuters Mais
27.set.2013 - Greenpeace faz ato de solidariedade aos 30 ativistas que estão sob custódia das autoridades russas em frente à Embaixada do país em Brasília (DF). A bióloga brasileira Ana Paula Maciel, que estampa os cartazes, está entre o grupo mantido em prisão provisória após protesto contra a exploração de petróleo da gigante Gazprom na região do Ártico Antonio Cruz/ABr Mais
27.set.2013 - Greenpeace faz ato de solidariedade aos 30 ativistas que estão sob custódia das autoridades russas em frente à Embaixada do país em Brasília (DF). A bióloga brasileira Ana Paula Maciel, que estampa os cartazes, está entre o grupo mantido em prisão provisória após protesto contra a exploração de petróleo da gigante Gazprom na região do Ártico Antonio Cruz/ABr Mais
27.set.2013 - Greenpeace faz ato de solidariedade aos 30 ativistas que estão sob custódia das autoridades russas em frente à Embaixada do país em Brasília (DF). A bióloga brasileira Ana Paula Maciel, que estampa os cartazes, está entre o grupo mantido em prisão provisória após protesto contra a exploração de petróleo da gigante Gazprom na região do Ártico Antonio Cruz/ABr Mais
27.set.2013 - Phil Radford, diretor-executivo do Greenpeace, exibe uma foto do norte-americano Peter Willcox, capitão do barco Artic Sunrise da ONG apreendido pelas autoridades russas após protesto que tentou escalar plataforma de extração de petróleo da Gazprom no Ártico. Willcox está entre os 22 ativistas acusados de pirataria que tiveram sua prisão preventiva estendida por até dois meses, enquanto avançam as investigações Jacquelyn Martin/AP Mais
27.set.2013 - Fotojornalista protesta em frente à Embaixada da Rússia em Kiev, na Ucrânia, contra a prisão preventiva de Denis Sinyakov. O fotógrafo russo, que acompanhava a ação do Greenpeace contra a exploração de petróleo no Ártico, está sob custódia das autoridades russas por até dois meses sob a acusação de pirataria Gleb Garanich/Reuters Mais
27.set.2013 - Membros do Greenpeace fazem manifestação em frente à Embaixada da Rússia na Cidade do México, no México, com retratos de colegas que foram detidos no Ártico quando tentavam escalar uma plataforma de petróleo. Do grupo, 22 ativistas tiveram prisão preventiva decretada por dois meses e oito aguardam nova audiência, incluindo uma bióloga brasileira Edgard Garrido/Reuters Mais
29.set.2013 - A bióloga Ana Paula Maciel escreve mensagem "Salve o Ártico" em um livro durante sua audiência na corte de Murmansk, noroeste da Rússia. A Justiça russa decidiu estender por dois meses a prisão preventiva da brasileira e de outros sete ativistas que foram presos no protesto contra uma plataforma petrolífera da gigante russa Gazprom no Ártico Dmitri Sharomov/Greenpeace Mais
29.set.2013 - Em imagem divulgada pelo Greenpeace, a ativista brasileira Paula Maciel aparece em uma cela na corte de Murmansk, na Rússia, durante audiência. O tribunal condenou todos os ativistas que participaram de protesto em plataforma petrolífera na Rússia por dois meses de prisão preventiva AP/Greenpeace Mais
29.set.2013 - Escoltada pela polícia, a holandesa Faiza Oulahsen faz parte do grupo de ativistas do Greenpeace preso na Rússia, após a tentativa de invasão de uma plataforma de petróleo no Ártico. A Justiça russa ordenou a custódia dos 30 integrantes da instituição. O Greenpeace, por sua vez, tenta a soltura de seus ativistas e diz que a atitude do governo Putin lembra a "arbitrariedade" do sistema judicial da antiga União Soviética Reuters Mais
2.out.2013 - Cercada por guardas e dentro de uma jaula, a bióloga brasileira Ana Paula Maciel escuta instrução da Corte de Murmansk, no noroeste da Rússia, durante audiência que decretou sua prisão preventiva. A promotoria russa apresentou nesta quarta-feira uma acusação de pirataria contra 14 ativistas do Greenpeace, entre eles a gaúcha de 31 anos Dmitri Sharomov/Greenpeace Mais
4.out.2013 - Presidente da Rússia, Vladimir Putin, participa de encontro com ativistas do seu partido em Moscou. O Kremlin negou nesta sexta-feira que tenha recebido ordens do líder russo para que os 30 ativistas do Greenpeace fossem acusados de pirataria, delito que pode ter penas de até 15 anos de prisão. "Ele pode dar sua opinião, mas não pode dar ordens, já que não pode interferir no trabalho dos órgãos de instrução". O Comitê de Instrução da Rússia confirmou que todos os tripulantes da embarcação Arctic Sunrise capturada no mar de Barents, no Ártico, e rebocado até o porto de Murmansk foram acusados de pirataria em virtude do artigo 227 do código penal Mikhail Klimentyev/RIA-Novosti/AFP Mais
05.out.2013 - Ato em apoio aos ativistas do Greenpeace em frente ao MASP (Museu de Arte de São Paulo), na avenida Paulista, para pedir a libertação dos ativistas e dos jornalistas presos na Rússia Luiz Claudio Barbosa/Futura Press Mais
5.out.2013 - Voluntários do Greenpeace exibem cartazes durante protesto em Jacarta, na Indonésia, exigindo a soltura de 30 ativistas presos na Rússia Bagus Indahono/Efe/Epa Mais
05.out.2013 - Fantasiado de urso, militante do Greenpeace faz protesto em Moscou, na Rússia, contra a prisão de 30 ativistas da ONG, entre eles a bióloga brasileira Ana Paula Maciel Yevgeny Feldman/AFP Mais
9.out.2013 - Rosangela Maciel enviou carta à presidente Dilma pedindo para que ela intervenha diplomaticamente junto ao governo russo pela libertação de sua filha, a bióloga Ana Paula que está detida desde 19 de setembro sob acusação de pirataria Greenpeace/Caio Eugênio Mais
14.out.2013 - Imagem fornecida pelo Greenpeace mostra a argentina Camila Speziale, 21, durante uma audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. Camila está entre os ativistas que participaram no mês passado de um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico e cuja liberdade sob fiança foi negada pela justiça russa Dmitri Sharmov / Greenpeace/EFE Mais
14.out.2013 - Imagem fornecida pelo Greenpeace mostra o norte-americano Peter Willcox, capitão do navio "Arctic Sunrise", no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. O tribunal negou a liberdade sob fiança do ativista do Greenpeace, acusado por pirataria, e de outros estrangeiros Dmitri Sharmov / Greenpeace/EFE Mais
14.out.2013 - Imagem fornecida pelo Greenpeace mostra o ativista neozelandês David Haussmann, durante uma audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. David é um dos ativistas que participaram no mês passado em um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico e cuja liberdade sob fiança foi negada nesta segunda-feira Dmitri Sharmov / Greenpeace/EFE Mais
15.out.2013 - Fotos de celular mostram o momento em que a guarda costeira russa sobe ilegalmente e fortemente armada a bordo do Arctic Sunrise, navio do Greenpeace, segundo divulgou a ONG "Eu peço para as pessoas verem essas fotos e decidirem se ativistas pacíficos, com os braços levantados e sob a mira de pistolas podem de algum modo serem chamados de piratas", disse Kumi Naidoo, diretor-executivo do Greenpeace Internacional Divulgação/Greenpeace Mais
15.out.2013- O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), durante encontro com Rosangela e Jaires Maciel, pais de Ana Paula, ativista brasileira presa na Rússia desde 19 de setembro. Tarso manifestou seu apoio à libertação "de uma brasileira, uma gaúcha, que precisa do apoio do Estado do Rio Grande do Sul" e ofereceu "todo o apoio que a família julgar necessário para seu bem-estar e o de Ana Paula" Rodrigo Baleia/Folhapress Mais
15.out.2013 - Grafiteiro brasileiro Eduardo Kobra faz obra em apoio à ativista brasileira do Greenpeace, Ana Paula Maciel, que está presa na Rússia por pirataria após um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico AFP/Kirill Kudryavtsev Mais
16.out.2013 - A turca Gizem Akhan, uma das 30 ativistas detidos do Greenpeace após um protesto no Ártico, é escoltada por policial no corredor da corte de Murmansk, na Rússia. Ela está entre os quatro estrangeiros que tiveram seu pedido de liberdade sob fiança negado pela justiça russa nesta quarta-feira Dmitri Sharomov/Greenpeace/Reuters Mais
16.out.2013 - A turca Gizem Akhan, uma das 30 ativistas detidos do Greenpeace após um protesto no Ártico, participa de uma audiência na corte de Murmansk, na Rússia. Ela está entre os quatro estrangeiros que tiveram seu pedido de liberdade sob fiança negado pela justiça russa nesta quarta-feira Dmitri Sharomov/Greenpeace/Reuters Mais
16.out.2013 - O francês Francesco Pisanu, um dos 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, participa de audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. Ele está entre os quatro estrangeiros que tiveram seu pedido de liberdade sob fiança negado pela justiça russa nesta quarta-feira Greenpeace/Reuters Mais
16.out.2013 - O britânico Anthony Perrett, um dos 30 ativistas detidos do Greenpeace após um protesto no Ártico, participa de audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. Ele está entre os quatro estrangeiros que tiveram seu pedido de liberdade sob fiança negado pela justiça russa nesta quarta-feira Dmitri Sharomov/Greenpeace/Reuters Mais
16.out.2013 - O neozeolandês Anthony Perrett, um dos 30 ativistas detidos do Greenpeace após um protesto no Ártico, participa de audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. Ele está entre os quatro estrangeiros que tiveram seu pedido de liberdade sob fiança negado pela justiça russa nesta quarta-feira Dmitri Sharomov/Greenpeace/Reuters Mais
17.out.2013 - A brasileira Ana Paula Maciel, bióloga ativista do Greenpeace, segura cartaz em que diz "Amo a Rússia, mas me deixe ir para casa" na corte de Murmansk, cidade portuária da Rússia. A audiência que iria analisar se a brasileira pode responder à acusação de pirataria em liberdade provisória foi adiada pela Justiça russa. A apelação dos advogados do Greenpeace, que estava marcada para esta quinta-feira (17), foi cancelada por problemas de tradução Greenpeace/Reuters Mais
18.out.2013 - Câmeras de segurança registraram o momento em que homens mascarados entraram na sede do Greenpeace em Murmansk, na Rússia, de madrugada. A ONG afirma que o grupo furtou uma jaula que seria utilizada em um protesto contra a prisão dos 30 ativistas do Ártico Greenpeace /Efe Mais
18.out.2013 - Câmeras de segurança registraram o momento em que homens mascarados entraram na sede do Greenpeace em Murmansk, na Rússia, de madrugada. A ONG afirma que o grupo furtou uma jaula que seria utilizada em um protesto contra a prisão dos 30 ativistas do Ártico Greenpeace/Efe Mais
18.out.2013 - Câmeras de segurança registraram o momento em que homens mascarados entraram na sede do Greenpeace em Murmansk, na Rússia, de madrugada. A ONG afirma que o grupo furtou uma jaula que seria utilizada em um protesto contra a prisão dos 30 ativistas do Ártico Greenpeace/Efe Mais
18.out.2013 - Câmeras de segurança registraram o momento em que homens mascarados entraram na sede do Greenpeace em Murmansk, na Rússia, de madrugada. A ONG afirma que o grupo furtou uma jaula que seria utilizada em um protesto contra a prisão dos 30 ativistas do Ártico Greenpeace/Efe Mais
18.out.2013 - Fantasiado de urso polar, ativista do Greenpeace protesta em Moscou, na Rússia, contra a prisão de 30 tripulantes do barco "Arctic Sunrise". O grupo é acusado de "pirataria organizada" após tentarem escalar uma plataforma petrolífera da gigante russa Gazprom no Ártico Maxim Shemetov/Reuters Mais
18.out.2013 - Ativistas do Greenpeace mostram cartazes com os rostos dos "30 do Ártico", tripulantes do quebra-gelo 'Arctic Sunrise' que foram detidos após um protesto contra uma plataforma de petróleo da gigante russa Gazprom no Ártico Kirill Kudryavtsev/AFP Mais
18.out.2013 - Vestido de urso, ativista protesta contra ato de apoio aos "30 do Ártico" organizado pelo Greenpeace em Moscou, na Rússia. O homem fantasiado foi detido após conflito com o grupo da ONG ambiental Kirill Kudryavtsev/AFP Mais
18.out.2013 - Policiais russos detêm um homem fantasiado de urso polar após conflito com ativistas do Greenpeace em Moscou. A ONG organizou em várias cidades do mundo um ato de apoio aos "30 do Ártico", tripulantes do quebra-gelo 'Arctic Sunrise' que são acusados de pirataria por manifesto contra uma plataforma de petróleo da gigante russa Gazprom no Ártico Kirill Kudryavtsev/AFP Mais
18.out.2013 - Policiais russos detêm um homem fantasiado de urso polar após conflito com ativistas do Greenpeace em Moscou. A ONG organizou em várias cidades do mundo um ato de apoio aos "30 do Ártico", tripulantes do quebra-gelo 'Arctic Sunrise' que são acusados de pirataria por manifesto contra uma plataforma de petróleo da gigante russa Gazprom no Ártico Kirill Kudryavtsev/AFP Mais
18.out.2013 - A namorada do holandês Mannes Ubels, ativista do Greenpeace detido na Rússia desde setembro, entra em uma jaula durante ato de apoio aos "30 do Ártico" em Groningen, na Holanda. Os tripulantes do quebra-gelo da ONG foram acusados de pirataria após um protesto contra uma plataforma de petróleo no Ártico russo Catrinus Van Der Veen/Efe Mais
18.out.2013 - Ativistas do Greenpeace estendem faixa com o rosto do argentino Hernan Perez Orsi, ativista do Greenpeace detido na Rússia desde setembro, em um posto de gasolina da Shell em Buenos Aires, na Argentina. Os tripulantes do quebra-gelo da ONG foram acusados de pirataria após um protesto contra uma plataforma de petróleo no Ártico russo Enrique Marcarian /Reuters Mais
18.out.2013 - Ativistas do Greenpeace se acorrentam em frente a um posto de gasolina da Shell em Buenos Aires, na Argentina, em ato de apoio aos "30 do Ártico", que estão detidos na Rússia Enrique Marcarian/Reuters Mais
18.out.2013 - Membros do Greenpeace de Manila, nas Filipinas, soltam 30 pombas brancas em ato de apoio aos ativistas da ONG presos na Rússia desde setembro. Os 30 tripulantes do quebra-gelo da ONG foram acusados de pirataria após um protesto contra uma plataforma de petróleo no Ártico russo Noel Celis/AFP Mais
18.out.2013 - Membros do Greenpeace de Manila, nas Filipinas, soltam 30 pombas brancas em ato de apoio aos ativistas da ONG presos na Rússia desde setembro. Os 30 tripulantes do quebra-gelo da ONG foram acusados de pirataria após um protesto contra uma plataforma de petróleo no Ártico russo Francis R. Malasig/Efe Mais
18.out.2013 - Ativistas do Greenpeace se algemaram nas areias da praia do Leblon, no Rio de Janeiro, para lembrar os 30 ativistas da ONG que estão detidos na Rússia após um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico Ivo Gonzalez/Greenpeace Mais
18.out.2013 - Holandesa Faiza Oulahsen, que está entre os 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, pede libertação do grupo durante audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. Os tripulantes do quebra-gelo 'Arctic Sunrise' são acusados pela Justiça russa de pirataria, crime que pode render até 15 anos de prisão, após um protesto contra uma plataforma de petróleo no Ártico Dmitri Sharomov/Greenpeace/via Reuters Mais
18.out.2013 - Holandesa Faiza Oulahsen, que está entre os 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, pede libertação do grupo durante audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. Os tripulantes do quebra-gelo 'Arctic Sunrise' são acusados pela Justiça russa de pirataria, crime que pode render até 15 anos de prisão, após um protesto contra uma plataforma de petróleo no Ártico Dmitri Sharomov/Greenpeace/Efe Mais
18.out.2013 - Britânica Alexandra Harris, que está entre os 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, chora durante audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. O grupo foi acusado pela Justiça russa de pirataria, crime que pode render até 15 anos de prisão Dmitri Sharomov/Greenpeace/Efe Mais
18.out.2013 - O canadense Alexandre Paul, um dos 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, participa de audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. O grupo foi acusado pela Justiça russa de pirataria, crime que pode render até 15 anos de prisão no país Dmitri Sharomov/Greenpeace/Efe Mais
21.out.2013 - O polonês Tomasz Dziemianczuk, um dos 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, participa de audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia Dmitri Sharomov/Greenpeace/Efe Mais
21.out.2013 - A finlandesa Sini Saarela agradece apoio dados aos ativistas do Greenpeace durante audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. Os 30 tripulantes do navio Arctic Sunrise, entre eles a brasileira Ana Paula, foram detidos pela guarda costeira russa por um protesto contra a plataforma da empresa russa Gazprom no Ártico Dmitri Sharomov/Greenpeace/Efe Mais
22.out.2013 - Parlamentares da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados entregaram ao embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Pogóssovitch Akopov, uma moção de apoio que reivindica a liberdade da ativista brasileira Ana Paula Maciel. Proposta pelo deputado Henrique Fontana (PT-RS), a moção apresenta a contrariedade do governo brasileiro com a situação e pede às autoridades russas que a ativista possa responder o processo judicial em liberdade Divulgação Mais
22.out.2013 - O britânico Iain Rogers, um dos 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, participa de audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. A Holanda levou o caso para um tribunal da ONU (Organização das Nações Unidas) em Hamburgo, já que o navio tem bandeira holandesa, mas a chancelaria russa respondeu que não segue os procedimentos de disputa da legislação marítima da ONU desde 1997 Dmitri Sharomov/Greenpeace/via Reuters Mais
23.out.2013 - O presidente do senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebe o diretor de Políticas Públicas do Greenpeace, Sérgio Leitão, e uma comitiva de parlamentares que pedem ajuda do legislativo para solução do impasse criado pela prisão da bióloga brasileira Ana Paula Maciel por autoridades russas Pedro Ladeira/Folhapress Mais
23.out.2013 - Imagem de circuito interno do tribunal de Murmansk, na Rússia, exibe o ucraniano Ruslan Yakushev durante audiência. Ele é um dos 30 tripulantes do navio Arctic Sunrise que foram detidos pela guarda costeira russa por um protesto contra a plataforma da empresa russa Gazprom no Ártico Dmitri Sharomov/Greenpeace/via Reuters Mais
23.out.2013 - O argentino Miguel Hernan Orsi, um dos 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, acena e sorri para jornalistas durante audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia Dmitri Sharomov/Greenpeace/AFP Mais
23.out.2013 - O sueco Dima Litvinov, um dos 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, observa atrás das grades de uma jaula audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia Igor Podgorny/Greenpeace International/Efe Mais
24.out.2013 - Ana Paula Maciel escreve mensagem pedindo proteção ao Ártico durante audiência na corte regional de Murmansk, no noroeste da Rússia. A Justiça negou pedido de fiança para que a bióloga brasileira pudesse responder em liberdade às acusações Igor Podgorny/Greenpeace Mais
24.out.2013 - Ana Paula Maciel exibe mensagem pedindo libertação dos 30 ativistas presos do Greenpeace durante audiência na corte regional de Murmansk, no noroeste da Rússia. A Justiça negou pedido de fiança para que a bióloga brasileira pudesse responder em liberdade às acusações Igor Podgorny/Greenpeace International/AP Mais
24.out.2013 - O canadense Paul D. Ruzycki, um dos 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, participa de audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. A corte negou os pedidos de fiança dos ativistas estrangeiros, entre eles o da brasileira Ana Paula Maciel, e o grupo segue em prisão preventiva até o fim das investigações Igor Podgorny/Greenpeace International/AP Mais
24.out.2013 - O ucraniano Ruslan Yakushev, um dos 30 ativistas do Greenpeace detidos após um protesto no Ártico, participa de audiência no tribunal da cidade de Murmansk, na Rússia. A corte negou os pedidos de fiança dos ativistas estrangeiros, entre eles o da brasileira Ana Paula Maciel, e o grupo segue em prisão preventiva até o fim das investigações Igor Podgorny/Greenpeace International/AP Mais
26.out.2013 - Ativistas do Greenpeace penduram cartaz na Torre Eiffel, em Paris (França), em protesto à prisão de 30 membros do grupo ambiental na Rússia no mês passado. Dentre os prisioneiros está a bióloga brasileira Ana Paula Maciel Christian Hartmann/Reuters Mais
27.out.2013 - Jaires e Rosângela Maciel, pais de Ana Paula Maciel, participam de ato em Porto Alegre (RS) que pede a libertação da ativista presa na Rússia. Ela e outros 29 membros do Greenpeace foram detidos durante um protesto contra a perfuração do Ártico para buscar petróleo Vinicius Costa/AFP Mais
1.nov.2013 - Por meio de fontes diplomáticas, o Greenpeace Internacional soube, nesta sexta-feira, que os 28 ativistas e dois jornalistas presos na Rússia devem ser transferidos do centro de detenção da cidade de Murmansk para uma prisão em São Petersburgo. Na imagem, uma das celas em que os ativistas ficaram presos. O grupo permanece sob acusações de pirataria e vandalismo AP/Greenpeace International Mais
1.nov.2013 - Por meio de fontes diplomáticas, o Greenpeace Internacional soube, nesta sexta-feira, que os 28 ativistas e dois jornalistas presos na Rússia devem ser transferidos do centro de detenção da cidade de Murmansk para uma prisão em São Petersburgo. Na imagem, uma das celas em que os ativistas ficaram presos. O grupo permanece sob acusações de pirataria e vandalismo AP/Greenpeace International Mais
1.nov.2013 - Por meio de fontes diplomáticas, o Greenpeace Internacional soube, nesta sexta-feira, que os 28 ativistas e dois jornalistas presos na Rússia devem ser transferidos do centro de detenção da cidade de Murmansk para uma prisão em São Petersburgo. Na imagem, uma das celas em que os ativistas ficaram presos. O grupo permanece sob acusações de pirataria e vandalismo AP/Greenpeace International Mais
1.nov.2013 - Por meio de fontes diplomáticas, o Greenpeace Internacional soube, nesta sexta-feira, que os 28 ativistas e dois jornalistas presos na Rússia devem ser transferidos do centro de detenção da cidade de Murmansk para uma prisão em São Petersburgo. Na imagem, uma das celas em que os ativistas ficaram presos por mais de um mês. O grupo permanece sob acusações de pirataria e vandalismo AP/Greenpeace International Mais
1.nov.2013 - Por meio de fontes diplomáticas, o Greenpeace Internacional soube, nesta sexta-feira, que os 28 ativistas e dois jornalistas presos na Rússia devem ser transferidos do centro de detenção da cidade de Murmansk para uma prisão em São Petersburgo. Na imagem, o centro de detenções em que os ativistas ficaram presos. O grupo permanece sob acusações de pirataria e vandalismo AP/Greenpeace International Mais
1.nov.2013 - Por meio de fontes diplomáticas, o Greenpeace Internacional soube, nesta sexta-feira, que os 28 ativistas e dois jornalistas presos na Rússia devem ser transferidos do centro de detenção da cidade de Murmansk para uma prisão em São Petersburgo. Na imagem, o centro de detenções em que os ativistas ficaram presos. O grupo permanece sob acusações de pirataria e vandalismo AP/Greenpeace International Mais
12.nov.2013 - Policiais russos fazem guarda junto ao trem no qual chegaram os 28 ativistas do Greenpeace e dois jornalistas presos na Rússia para serem levados à nova prisão em São Petersburgo. O grupo foi detido no dia 19 de setembro, após um protesto pacífico contra a exploração de petróleo no Ártico. Os 30 chegaram por volta de meio-dia, horário local, à estação de Ladozhsky. O Comitê de Investigação russo já começou a entrar em contato com a família dos ativistas para avisar da transferência EFE/Anatoly Maltsev Mais
12.nov.2013 - Os 28 ativistas do Greenpeace e dois jornalistas presos na Rússia são levados à novas cadeias em São Petersburgo. O grupo foi detido no dia 19 de setembro, após um protesto pacífico contra a exploração de petróleo no Ártico. Os 30 chegaram por volta de meio-dia, horário local, à estação de Ladozhsky. O Comitê de Investigação russo já começou a entrar em contato com a família dos ativistas para avisar da transferência EFE/Dmitri Sharom/Greenpeace Mais
12.nov.2013 - Prisão "Kresty", onde estão presos vários ativistas do Greenpeace que foram transferidos para São Petersburgo, na Rússia. Os 30 chegaram por volta de meio-dia, horário local, à estação de Ladozhsky. O Comitê de Investigação russo já começou a entrar em contato com a família dos ativistas para avisar da transferência EFE/Igor Podgorny/Greenpeace Mais
12.nov. 2013 - Rio Neva banha a prisão "Kresty", em São Petersburgo, para onde foram alguns dos ativistas do Greenpeace presos em setembro após um protesto contra a exploração russa de petróleo no Ártico AP/Dmitry Lovetsky Mais
18.nov.2013 - Ativista do Greenpeace Ana Paula Maciel segura um cartaz duranre audiência judicial para prorrogar a pedido dos investigadores a prisão dos 30 ativistas detidos após um protesto pela preservação do Ártico, em São Petersburgo, Rússia Dmitry Lovetsky/AP Mais
19.nov.2013 - A bióloga brasileira Ana Paula Alminhana Maciel, ativista da ONG ambientalista Greenpeace, sorri enquanto é escoltada ao sair de sala do tribunal, onde ouviu considerações de investigadores para prorrogar a detenção de 30 membros do "Arctic Sunrise", navio internacional do Greenpeace, em São Petersburgo, na Rússia, nesta terça-feira (19). Ana Paula foi libertada após pagar fiança de dois milhões de rublos -- o equivalente a R$ 138 mil Evgeny Feldman/AP Mais
19.nov.2013 - Ativista do Greenpeace Miguel Hernan Perez Orzi, da Argentina, segura a foto da filha e chora ao receber a decisão do tribunal de livertá-lo sob fiança de dois milhões de rublos -- o equivalente a R$ 138 mil Dmitry Lovetsky/AP Mais
19.nov. 2013 - Ativista do Greenpeace Camila Speziale, da Argentina, uma das 30 pessoas presas no dia 19 de setembro, após um protesto pacífico contra a exploração de petróleo no Ártico participa de audiência em São Petesburgo, Rússia. Os ativistas Miguel Hernan Perez Orsi, da Argentina, o neozelandês David John Haussmann, a brasileira Ana Paula Maciel e o polonês Tomasz Dziemianczuk devem ser libertados após pagar fiança de dois milhões de rublos -- o equivalente a R$ 138 mil Alexander Demianchuk/Reuters Mais
20.nov.2013 - A bióloga brasileira Ana Paula Maciel, 31, deixou nesta quarta-feira a prisão de São Petersburgo, na Rússia, após o pagamento de 2 milhões de rublos (R$ 141 mil) de fiança. Ela é primeira ativista do Greenpeace a deixar a prisão, após a Justiça russa autorizar a liberação de 17 ambientalistas Dmitri Sharomov / Greenpeace Mais
21.nov.2013 - Fotógrafo Denis Sinyakov ergue o punho ao ser libertado da prisão em São Petesburgo, Rússia. Mais duas das 30 pessoas presas pela Rússia após um protesto do Greenpeace no Ártico há dois meses foram libertados sob fiança. Sinyakov e o ativista Andrei Allakhverdov deixaram o centro de detenção nesta quinta-feira (21) Pavel Golovkin/AP Mais
21.nov.2013 - O ativista do Greenpeace Andrey Allakhverdov (direita), um dos 30 presos por protestos contra a exploração de petróleo no Ártico, é liberado sob fiança de centro de detenção em São Petersburgo, na Rússia. Vinte e seis deles já receberam liberdade provisória; treze já deixaram a prisão AFP/Olga Maltseva Mais
21.nov.2013- Ativista Ruslan Yakushev da Ucrânia deixa corte após ter conseguido liberdade sob fiança na Rússia, após 2 meses preso por protesto contra a exploração de petróleo no Ártico AFP/Greenpeace/Vladimir Baryshev Mais
21.nov.2013 - Ativista francês Francesco Pisanu (centro) sai da cadeia após ser liberado sob fiança na Rússia. Mais quatro pessoas foram liberadas, mas as acusações permanecem AP/Pvel Golovkin Mais
21.nov.2013 - Ativistas do Greenpeace colocam uma faixa no Palácio da Cultura e Ciência exigindo proteção da região do Ártico e pedindo a liberdade dos ativistas presos na Rússia, durante a Conferência do Clima da ONU, a COP-19, que ocorre em Varsóvia, na Polônia Kacper Pempel/Reuters Mais
22.nov.2013 - O ativista suiço Marco Paolo Weber, integrante do Greenpeace, deixa centro de detenção em São Petersburgo, na Rússia, nesta sexa-feira (22). Metade dos 30 ativistas do Greenpeace presos na Rússia por organizar um protesto no Ártico já ganharam liberdade mediante pagamento de fiança em espera do julgamento. Quatro deles conseguiram a liberdade condicional nesta sexta Kirill Andreev/Greenpeace/Efe Mais
22.nov.2013 - O cinegrafista britânico Kieron Bryan deixa detenção em São Petersburgo nesta sexta-feira (22). Metade dos 30 ativistas do Greenpeace presos na Rússia por organizar um protesto no Ártico já ganharam liberdade mediante pagamento de fiança em espera do julgamento Maxim Zmeyev/Reuters Mais
22.nov.2013 - O ativista britânico Anthony Perrett fala com a imprensa após posto em liberdade em São Petersburgo, na Rússia, nesta sexta-feira (22). Os tribunais que são responsáveis pelo caso concederam liberdade mediante pagamento de fiança de 2 milhões de rublos (46 mil euros) a 27 ecologistas presos na Rússia por organizar um protesto no Ártico. Só foi rejeitado o pedido do australiano Colin Russell. Os tribunais não revelaram o motivo da rejeição Dmitry Lovetsky/AP Mais
22.nov.2013 - O ativista do Greenpeace e capitão da embarcação "Arctic Sunrise", o americano Peter Willcox, deixa detenção em São Petersburgo, na Rússia, nesta sexta-feira (22). Metade dos 30 ativistas do Greenpeace presos na Rússia por organizar um protesto no Ártico já ganharam liberdade mediante pagamento de fiança em espera do julgamento. Quatro deles conseguiram a liberdade condicional nesta sexta Dmitry Lovetsky/AP Mais
22.nov.2013 - O ativista do Greenpeace Dima Litvinov, da Suécia, exibe cartaz com a mensagem "Salvem o Ártico" em carceragem em São Petersburgo, na Rússia, nesta sexta-feira (22). Metade dos 30 ativistas presos por organizar um protesto no Ártico já ganharam liberdade mediante pagamento de fiança. O capitão da embarcação "Arctic Sunrise", o americano Peter Willcox, a holandesa Faiza Oulahsen, o britânico Anthony Perrett e o suíço Marco Weber foram colocados em liberdade hoje Evgeny Feldman/AP Mais
22.nov.2013 - Ativista Dimitri Litvinov é libertado sob fiança da prisão Sizo em São Petersburgo, na Rússia. Já saíram da prisão 29 tripulantes do Arctic Sunrise que foram presos há mais de 2 meses por protestarem contra a exploração de petróleo no ártico. Apenas um continuará preso até 24 de fevereiro. Eles respondem em liberdade provisória por pirataria e vandalismo EFE/Liza Udilova Mais
24.nov.2013 - A bióloga e ativista brasileira do Greenpeace, Ana Paula Maciel, abraça sua mãe, Rosaela Maciel, ao reencontrá-la no Aeroporto Internacional de Pulkovo, em São Petersburgo, na Rússia. Ana Paula foi libertada da prisão após pagar fiança de dois milhões de rublos -- o equivalente a R$ 138 mil. Ela foi presa junto com outros 29 ativistas da ONG ambientalistas quando o "Arctic Sunrise", navio internacional do Greenpeace, fazia protesto na região do ártico russo Greenpeace/AFP Mais
29.nov.2013 - Tripulante australiano do navio "Arctic Sunrise" Colin Russell deixa o centro de detenção em São Petersburgo, na Rússia, Ele é o último dos ativistas do Greenpeace a deixar a prisão sob liberdade provisória. Eles respondem por pirataria e vandalismo por protestarem contra a exploração de petróleo em uma plataforma no Ártico EFE/Anatoly Maltsev Mais
18.dez.2013 - Os 28 ativistas do Greenpeace Internacional e dois jornalistas que enfrentaram dois meses de prisão na Rússia após protesto pacífico receberam com alívio a aprovação do parlamento do país de uma anistia que encerra as investigações de vandalismo. Por outro lado, o momento não permite celebração: "Não existe anistia para o Ártico", declarou o grupo Greenpeace Mais
26.dez.2013 - Os ativistas do Greenpeace Mannes Ubels, Ian Rogers e Gizem Akhan (da esquerda para direita) mostram seus passaportes em frente ao Centro de Serviços de Imigração, em São Petersburgo, na Rússia, após terem recebido da Justiça a retirada das acusações contra eles. Agora, eles podem voltar para seus países de origem EFE/Anatoly Maltsev Mais
26.dez.2013- Ativista holandês do Greenpeace Mannes Ubels pula ao receber seu passaporte com um visto de trânsito russo, que o permite deixar o país após as acusações contra os 30 manifestantes terem sido retiradas, em São Petersburgo, na Rússia AFP/OLGA MALTSEVA Mais
26.dez.2013 - Ativista do Greenpeace Dmitri Litvinov embarca em trem em São Petersburgo para Helsinque, capital da Finlândia. Ele é o primeiro dos 30 ativistas presos em setembro a saírem da Rússia após lei de anistia perdoar o crime de vandalismo pelo qual eram acusados após protesto pacífico contra a exploração de petróleo no Ártico AFP/Greenpeace/Dimitri Sharamov Mais
28.dez.2013 - A ativista brasileira Ana Paula Maciel, detida com mais 29 pessoas por protestar em uma plataforma de petróleo no Ártico em 18 de setembro, desembarca na cidade de Porto Alegre (RS) Luciano Leon/Futura Press Mais
30.dez.2013 - O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT-RS) recebeu a bióloga ativista do Greenpeace, Ana Paula Maciel no Palácio Piratini, em Porto Alegre. Ela retornou ao Rio Grande do Sul no sábado (28), depois de ficar mais de dois meses detida na Rússia. A ativista foi presa no dia 19 de setembro com 29 colegas ambientalistas que participavam de protesto contra a exploração petrolífera no Ártico Caroline Bicocchi/Palácio Piratini Mais

Greenpeace protesta contra exploração de petróleo no Ártico

Mais álbuns de Meio Ambiente x

Últimos álbuns de Meio Ambiente

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos