Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2018/02/14/veja-imagens-de-ciencia-de-2018.htm
  • totalImagens: 15
  • fotoInicial: 15
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20180214193648
    • Notícias [35976]; Ciência e Saúde [76752];
Fotos

DINOSSAURO COM PENAS DE BEIJA-FLOR - Cientistas anunciaram a descoberta de um dinossauro semelhante a um pássaro, com penas coloridas e do tamanho de um corvo, que viveu no nordeste da China há 161 milhões de anos, durante o Período Jurássico. A espécie foi nomeada Caihong, palavra em mandarim para arco-íris The Field Museum/Reuters Mais

GALÁXIA MAIS ANTIGA DO UNIVERSO - O telescópio Hubble fez um registro com detalhes sem precedentes de uma das galáxias mais antigas do Universo. Objetos espaciais deste tipo costumam aparecer apenas como um ponto vermelho nas imagens captadas por telescópios, mas, neste caso, a imagem foi ampliada e esticada por um fenômeno natural conhecido como lente gravitacional NASA/Esa/B. Salmon (StScI) Mais

BOLA DE FOGO PASSA PELO ACRE E CAI NO PERU - Uma bola de fogo cruzou o céu na cidade amazônica de Pucallpa, no norte do Peru. Ela desceu rapidamente e deixou um rastro branco no céu, durante o entardecer do dia 27 de janeiro, que pode ser visto inclusive do Acre. Autoridades americanas dizem que o corpo de um foguete russo entrou na atmosfera do Peru no mesmo dia e horário em que a 'bola de fogo' cruzou o céu AFP Mais

DINOSSAURO DO TAMANHO DE UM ÔNIBUS E COM PESO DE UM ELEFANTE: Cientistas do Egito descobriram no deserto do Saara Oriental o 'Mansourasaurus shahinae', uma nova espécie de dinossauro do período Cretáceo. Este novo tipo de titanossauro pertence ao grupo dos saurópodes, entre os quais se encontram outros grandes herbívoros de pescoço longo como o 'Argentinossauro' e o 'Patagotitan mayorum', ambos encontrados no Cone Sul da América. O "Mansourasaurus" tinha o comprimento similar ao de um ônibus médio e o peso de um elefante adulto, e viveu durante o Cretáceo Tardio, entre 100 e 66 milhões de anos, num período próximo de sua extinção Andrew McAfee/Carnegie Museum of Natural History/Reuters Mais

ESFERA RELUZENTE NO ESPAÇO - A startup de pesquisas espaciais Rocket Lab, com sede na Califórnia, lançou um foguete a partir de uma remota fazenda da Nova Zelândia com satélites convencionais e uma esfera coberta de espelhos chamada Humanity Star, projetada para girar rapidamente e refletir a luz solar para a Terra DW Mais

SUPERLUA AZUL DE SANGUE COM ECLIPSE - A lua ganhou bastante destaque no dia 31 de janeiro por causa da rara coincidência de três fenômenos: eclipse lunar [quando a Terra se encontra entre o Sol e o satélite]; superlua [quando o satélite natural está no ponto mais próximo à Terra] e Lua Azul [segunda lua cheia do mês]. Acontecimento que foi popularmente chamado de "superlua azul de sangue com eclipse" Heiko Junge/NTB Scanpix/Reuters Mais

MEGALÓPOLE MAIA EM PLENA SELVA - Em um marco na pesquisa arqueológica, cientistas encontraram mais de 60 mil ruínas da população maia na Guatemala, graças a uma nova tecnologia de raio laser. A tecnologia Lidar - abreviação, em inglês, de "detecção e alcance da luz" (Laser Imaging Detection and Ranging) - foi usada para mapear digitalmente sob a cobertura florestal, revelando uma "megalópole" de casas, palácios, vias elevadas e fortalezas Wild Blue Media/Channel 4/National Geographic Mais

CORPO DE ARANHA E CAUDA DE ESCORPIÃO - Um fóssil conservado em âmbar por 100 milhões de anos está ajudando a esclarecer conceitos científicos sobre as origens das aranhas.Diferentemente de seus parentes modernos, a antiga criatura tinha uma cauda. Ela pertence à classe dos aracnídeos, que agrupa artrópodes como a aranha, o escorpião e o carrapato. Pesquisadores dizem que é possível - mas improvável - que a espécie ainda viva nas florestas do sudeste da Ásia. Bo Wang via BBC Mais

BRITÂNICOS DE 10 MIL ANOS - Uma análise recente do fóssil encontrado em 1903 em uma gruta de Cheddar, desfiladeiro repleto de cavernas localizado em Somerset, no Reino Unido, indicou que ele tinha olhos azuis, cabelo crespo e pele escura. Essas são as características de um dos mais antigos britânicos de que se tem registro Channel 4 Mais

PLANETAS COM MAIS ÁGUA QUE A TERRA - Os sete planetas recentemente descobertos em órbita em torno da pequena estrela Trappist-1, localizada em nossa galáxia, a 40 anos-luz da Terra, são rochosos, teriam água e, teoricamente, poderiam hospedar a vida. Segundo pesquisadores,alguns desses "novos planetas" têm até 5% de sua massa composta de água. Em termos de comparação, a água constitui apenas 0,1% da massa terrestre European Southern Observatory/AFP Mais

PLANETAS ALÉM DA VIA LÁCTEA - Pela primeira vez, astrofísicos encontraram uma população de planetas além da Via Láctea, a cerca de 3,8 bilhões de anos-luz de distância. A descoberta de cientistas da Universidade de Oklahoma (EUA) incluem planetas extragalácticos tão pequenos quanto a Lua e tão grandes como Júpiter Divulgação Mais

CARRO NO ESPAÇO: Com um atraso de quatro anos, o gigantesco foguete Falcon Heavy, da empresa privada SpaceX, fez seu primeiro voo no dia 6 de fevereiro sem nenhum tripulante, mas com a missão de levar ao espaço uma carga especial e bastante inusitada: um carro elétrico que levará 6 meses para chegar à órbita de Marte e deve ficar vagando por "centenas de milhões de anos" Reprodução/Twitter/@elonmusk Mais

FORMIGAS PARAMÉDICAS - As formigas africanas matabele socorrem as companheiras feridas nas operações de caça e cuidam delas até que recuperem totalmente a saúde. Depois de evacuar as feridas dos campos de batalha e levá-las para o ninho, as formigas atuam como equipes médicas, reunindo-se em torno dos pacientes para lamber seus ferimentos de forma "intensa". Esse comportamento reduz de 80% para 10% a mortalidade das formigas-soldado feridas, observam os pesquisadores. Erik Frank/AFP Mais

NUVENS ONDULADAS EM JÚPITER - A Nasa divulgou fotos em alta definição que mostram lindas imagens de nuvens onduladas no cinturão temperado do hemisfério Norte de Júpiter. A foto foi tirada pela sonda Juno no dia 7 de fevereiro, a 8,2 mil quilômetros do planeta Nasa Mais

MISTÉRIO DA AURORA - Às vezes, em uma noite escura perto dos polos, aparece no céu um brilho difuso verde, roxo ou vermelho. Diferentemente dos longos e brilhantes véus das auroras típicas, as chamadas auroras pulsantes são muito mais fracas e menos comuns na Terra. Não é novidade a relação desses fenômenos com a atividade solar, mas o mecanismo era, até então, desconhecido. Segundo os pesquisadores, a bolha magnética da Terra --chamada de magnetosfera-- contém um tipo específico de onda de plasma que é capaz de perturbar os elétrons, e assim, causando as auroras pulsantes. A descoberta foi publicada na revista Nature Nasa Mais

Veja imagens de ciência de 2018

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL CIÊNCIA

UOL Cursos Online

Todos os cursos