PUBLICIDADE
Topo

Em Miami, empresário aluga Ferraris com desconto para quem está com covid

O fotógrafo brasileiro de origem russa Artem Shestakov, ao volante de uma Ferrari; quando contraiu covid, alugou um Lamborghini com desconto - Arquivo Pessoal
O fotógrafo brasileiro de origem russa Artem Shestakov, ao volante de uma Ferrari; quando contraiu covid, alugou um Lamborghini com desconto Imagem: Arquivo Pessoal
Paulo Sampaio

Nascido no Rio de Janeiro em 1963, Paulo Sampaio mudou-se para São Paulo aos 23 anos, trabalhou nos jornais Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo, nas revistas Elle, Veja, J.P e Poder. Durante os 15 anos em que trabalhou na Folha, tornou-se especialista em cobertura social, com a publicação de matérias de comportamento e entrevistas com artistas, políticos, celebridades, atletas e madames.

Colunista do UOL

16/08/2020 04h00

Diz o russo radicado em Miami Dimitri Mark Pugachev que seu intuito é ajudar a levantar o ânimo — e baixar a febre — de quem convalesce da covid-19.

Dimitri, 30 anos, disponibiliza uma frota de 30 carros das categorias "luxury" e "exotic", incluindo Ferraris, Lamborghinis, Rolls Royces e Bentleys, para que esses pacientes possam espairecer pelo litoral da Flórida.

O preço do aluguel do carro, dependendo do modelo, vai de 300 dólares, a diária (cerca de 1.600 reais), a 2.000 dólares (por volta de 10.800 reais). O voucher oferecido a pessoas infectadas pelo vírus garante 50% de desconto, mas a empresa exige a apresentação do exame.

De acordo com Dimitri, os valores dos carros vão de 250 mil dólares a 500 mil dólares (ou, ao câmbio de hoje, respectivamente 1 milhão 350 mil reais e 2 milhões e 710 mil). Ele diz que os carros são devidamente higienizados quando o infectado o entrega, para evitar a transmissão do novo coronavírus.

Dimitri Pugachev e um dos Lamborghini que aluga com 50% de desconto a quem contraiu o novo coronavírus - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Dimitri Pugachev e um dos Lamborghini que aluga com 50% de desconto a quem contraiu o novo coronavírus
Imagem: Arquivo Pessoal

Isolamento no Lamborghini

Acamados, mas ainda assim exibidos, os clientes de Dimitri são "de todas as nacionalidades", incluindo, naturalmente, brasileiros: "É impossível não olharem pra gente quando estamos ao volante de um Lamborghini", diz o fotógrafo Artem Shestakov, 27 anos, filho de russos nascido em São Paulo.

Artem conta que há um tempo alugou uma Ferrari vermelha apenas para circular pela cidade, e, duas semanas atrás, preferiu o Lamborghini. "Eu já estava com covid, mas não tinha ideia da promoção quando falei com a recepcionista que me atendeu. Foi a melhor notícia que tive por aqueles dias. Eu me sentia cansado, e isso me animou", conta o locatário, que teve febre e dores no corpo, mas já está curado.

Na ocasião, ele usou o carro para ir até uma casa que alugou a poucos quilômetros da cidade. A empresa disponibiliza 100 miles por dia (por volta de 160 km).

Ou isso, ou a falência

O preço cheio da diária do Lamborghini de Artam seria cerca de 900 dólares (perto de 4 mil e 900 reais), mas, com o desconto, caiu para 449 dólares (cerca de 2 mil e quatrocentos reais).

"Estamos no epicentro da pandemia, e essa foi a forma que enxerguei para não quebrar", conta Dimitri. Em duas semanas de promoção, ele diz que alugou apenas seis carros — o que não é pouco, dada a extravagância da oferta.

Os Estados Unidos têm mais de 5 milhões de casos confirmados de covid-19, e quase 170 mil mortos.

Pessoalmente, o empresário prefere não comentar a vacina russa. "A gente nunca sabe de que elas são feitas..."

Dimitri posa de milionário com pressa, entre um Rolls-Royce, um monoturbo-hélice Epic E 1000 e um Porsche, no aeroporto exclusivo de Opa-Locka - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Dimitri posa de milionário com pressa, entre um Rolls-Royce, um monoturbo-hélice Epic E 1000 e um Porsche, no aeroporto exclusivo de Opa-Locka
Imagem: Arquivo Pessoal

Do começo ao fim

A fim de prover sua coruscante clientela com toda sorte de luxo e riqueza, Dimitri Mark Pugachev oferece outros serviços, como aluguel de jatos, iates e vilas.

Para que o aspirante a milionário não sinta nenhum tipo de mácula em sua experiência, o papel higiênico disponível em todos os ambientes é banhado a ouro. Além de checar a origem do caviar, a empresa de Dimitri se certifica de que a iguaria terá um destino relativamente digno. "Oferecemos luxo do começo ao fim."

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL