Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Previsão de furacão para Santa Catarina e Rio Grande do Sul é falsa

Arte UOL/Reuters
Imagem: Arte UOL/Reuters

Anita Grando Martins

Colaboração para o UOL

31/01/2019 12h32

Circulam pelo WhatsApp diferentes áudios alertando a população de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul para a chegada de um furacão. Em uma das mensagens, a pessoa que gravou o áudio explica que o fenômeno está se formando em alto mar como um ciclone extratropical, mas pode chegar ao continente como um furacão, a uma velocidade inicial de 120 km/h.

"A possibilidade de nós termos um outro Catarina entre hoje, amanhã e sábado é muito grande", diz. A informação é atribuída ao Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e ao "pessoal dos Estados Unidos".

Nesse mesmo áudio, o indivíduo conta que, em uma marina de Torres (RS), os funcionários já estão trancando as lanchas, lacrando as portas e pregando madeiras onde podem. A mensagem ainda recomenda que quem mora perto do mar feche a casa e tenha cuidado.

Em 2004, Santa Catarina e Rio Grande do Sul foram atingidos pelo furacão Catarina, o único de que se tem notícia na costa do Atlântico Sul. Os ventos chegaram a 180 km/h, o que o colocou na categoria 3 da escala Saffir-Simpson. O fenômeno deixou 11 mortos - 10 pescadores e um motorista cujo carro foi atingido por uma árvore -, 78 feridos e cerca de 33 mil desabrigados. 

FALSO: não há previsão de furacão para o Sul do Brasil

Foto de arquivo mostra escombros de casa em Torres (RS) destruída pelo furacão Catarina em março de 2004.  - 28.mar.2004 - Jefferson Bernardes/AFP
Foto de arquivo mostra escombros de casa em Torres (RS) destruída pelo furacão Catarina em março de 2004.
Imagem: 28.mar.2004 - Jefferson Bernardes/AFP
O Inmet desmentiu o alerta de furacão, assim como as defesas civis de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. As entidades reforçaram que informações confiáveis estão disponíveis nos sites oficiais.

De acordo com o meteorologista do Inmet Rogério Rezende, a previsão para os próximos dias nos dois estados mais ao Sul do Brasil é de tempo instável. "Mas não de ciclone ou furacão", reitera. A temperatura deve seguir beirando os 40 ºC e podem ocorrer temporais isolados, com vento e até granizo em alguns locais. As chuvas devem dar uma trégua a partir de domingo (31).
 

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Mais UOL Confere