Giro UOL traz os destaques da noite desta terça, 11/04, para você

Vinícius Garcia

Do UOL, em São Paulo

Pedro Ladeira/Folhapress
Pedro Ladeira/Folhapress

Políticos na mira do STF

O ministro do STF Edson Fachin determinou a abertura de inquéritos contra nove ministros do governo Temer, 29 senadores e 42 deputados federais. Um ministro do Tribunal de Contas da União, três governadores e 24 políticos que não têm foro privilegiado também serão investigados. Os inquéritos foram abertos devido ao pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com base nas delações do grupo Odebrecht. A apuração é do jornal O Estado de S. Paulo. Procurada pelo UOL, a assessoria de imprensa do STF não confirmou as informações.
Compartilhe
Reprodução
Reprodução

Explosão suspende jogo

Uma explosão atingiu o ônibus do Borussia Dortmund e feriu o zagueiro Bartra, do time alemão. No Twitter, o clube informou que o jogador está no hospital e desejou boa recuperação ao atleta. O time jogaria a partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões contra o Mônaco. O jogo foi adiado para amanhã, às 13h45. A polícia informou que três explosões aconteceram perto do veículo, que teve janelas estouradas. Uma investigação foi aberta e ainda não há suspeitos.
Compartilhe
2.out.1992 - Niels Andreas/Folhapress
2.out.1992 - Niels Andreas/Folhapress

Julgamento do Carandiru

Os 74 policiais que foram condenados pelas 111 mortes dos detentos no massacre do Carandiru, em 1992, vão passar por um novo julgamento. Por quatro votos a um, a decisão foi tomada pelos desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo. A sessão de hoje definiria se os réus seriam julgados novamente ou seriam absolvidos. Entre 2013 e 2014, em cinco julgamentos diferentes, os 74 PMs foram condenados. Mas em setembro do ano passado, uma decisão unânime da 4ª Câmara Criminal do TJ-SP anulou os julgamentos.
Compartilhe
Fábio Motta/Estadão Conteúdo
Fábio Motta/Estadão Conteúdo

Operação Fatura Exposta

A Polícia Federal prendeu na manhã de hoje o ex-secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Côrtes, que comandou a pasta entre 2007 e 2013 na gestão do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB). Ele é alvo da operação Fatura Exposta, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, que investiga a corrupção no sistema de saúde do Estado. O Ministério Público e a Receita Federal estimam um rombo de R$ 300 milhões. O esquema, que ocorria na compra de próteses e equipamentos médicos pela Secretaria, aconteceu entre 2007 e 2016.
Compartilhe
Marcio Ribeiro/ Brazil Photo Press/ Estadão Conteúdo
Marcio Ribeiro/ Brazil Photo Press/ Estadão Conteúdo

Fim da greve

Os funcionários das linhas 7-Rubi e 10-Turquesa da CPTM encerraram hoje a greve em São Paulo. A assembleia sindical realizada na tarde desta terça-feira encerrou a paralisação iniciada a 0h de hoje. Os trabalhadores decidiram fazer a greve após a CPTM não pagar integralmente o Programa de Participação nos Resultados no dia 31 de março. O sindicato do setor informou que vai entrar com uma ação judicial cobrando uma multa pelo atraso e também abrir um processo por dano moral coletivo.
Compartilhe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos