Jovem que viveu mais de 2 meses com lâmina de 15 centímetros no corpo é operado e passa bem

Luiz Felipe Fernandes

Especial para o UOL Notícias
Em Goiânia

Quarenta minutos de cirurgia acabaram com dois meses e meio de angústia e sofrimento. Foi o tempo necessário para retirar a lâmina de uma faca de 15 centímetros que estava no corpo de Wênyo Batista de Araújo, 18. O jovem foi operado na manhã deste sábado (28) na Santa Casa de Misercórdia de Goiânia, onde continua internado em perfeito estado de saúde.

Wênyo foi esfaqueado no dia 12 de junho, quando se envolveu em uma briga com o ex-namorado da garota com quem estava se relacionando havia dois meses. Ferido nas costas, ele procurou o Hospital de Urgências de Goiânia, onde passou por três médicos. Nenhum deles percebeu a lâmina da faca no corpo do jovem.

O objeto só foi descoberto há pouco mais de uma semana, quando ele procurou um posto de saúde por causa das fortes dores no peito e nas costas. A radiografia revelou a presença da lâmina no tórax.

O caso está sendo investigado no 2º Distrito Policial de Goiânia. Ontem (dia 27), o delegado responsável pelo inquérito, Murilo Polati, ouviu o suspeito de esfaquear Wênyo. Fagner Farias Cordeiro, 30, alegou que a agressão foi acidental. A ex-namorada, pivô da briga, também prestou depoimento, mas não falou com a imprensa.

Na próxima semana, a família da vítima também deve procurar o 8ª Distrito Policial para registrar uma ocorrência contra o Hospital de Urgências de Goiânia, para que seja investigado um possível erro médico. A diretoria-geral da unidade de saúde já convocou os profissionais responsáveis pelo atendimento do jovem para que eles deem explicações.

Cirugia

Wênyo chegou ao hospital pouco antes das 7h, acompanhado da mãe, Ana Marta da Silva. Ainda na recepção, os dois contaram que a ansiedade fez com que eles passassem a noite em claro. "Foi uma das piores noites da minha vida, mas o importante é que meu filho está bem", disse a bordadeira. O jovem contou que sentiu dores na coluna e no peito.

A cirurgia começou às 8h10 e terminou às 8h50. O paciente foi sedado e recebeu apenas anestesia local. Às 9h, foi transferido para a enfermaria. De acordo com a assessoria de imprensa da Santa Casa, não houve dificuldade para retirar a lâmina que não oferecia risco a nenhum órgão vital.

Amanhã, Wênyo vai receber a visita do cirurgião Nelson Alves dos Santos, que comandou a operação. O jovem deve ter alta ainda no domingo. Na segunda-feira a direção técnica vai entrar em contato com a polícia para saber se há interesse do Instituto de Criminalística em periciar a lâmina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos