Topo

Vigilância apreende 14,5 toneladas de produtos vencidos em atacadista de Uberaba (MG)

Produtos foram considerados impróprios para consumo porque estavam com data de validade vencida - Divulgação/Vigilância Sanitária
Produtos foram considerados impróprios para consumo porque estavam com data de validade vencida Imagem: Divulgação/Vigilância Sanitária

Renata Tavares

Do UOL, em Uberlândia (MG)

26/04/2012 14h52

A Vigilância Sanitária apreendeu nesta quarta-feira (25) 14,5 toneladas de produtos alimentícios impróprios para o consumo em uma rede de supermercado atacadista de Uberaba (475 km de Belo Horizonte). A maioria dos alimentos eram embutidos, como presunto, salsicha, linguiça e salames. Os derivados de leite, como iogurtes, muçarela, queijos, entre outros, também foram recolhidos.

Os produtos foram considerados impróprios para consumo porque estavam com a data de validade vencida, condicionados em temperatura inadequada de conservação, apresentava latas amassadas e estufadas. As embalagens de produtos de origem animal estavam sem vácuo e alguns rótulos estavam alterados.

Conforme o diretor do departamento de Vigilância Sanitária do município, Emerson Mariano de Almeida, a avaliação foi feita após uma denúncia anônima. Ao chegarem ao local, os fiscais encontraram os alimentos no estoque e nas gôndolas do atacadista. “Pela forma como estavam, não restam dúvidas de que esses produtos iam ser comercializados”, disse.

As quase 15 toneladas de alimentos foram levadas para o aterro sanitário de Uberaba e enterrados. O atacadista foi notificado e terá 15 dias para apresentar a defesa.  Segundo Emerson Mariano, foi instaurado processo administrativo contra o estabelecimento para apuração dos fatos, podendo implicar em penalidades.

Em nota, o atacadista informou que está apurando o ocorrido na loja de Uberaba para que os esclarecimentos devidos sejam feitos.

Vigilância de Uberlândia foi alertada

O diretor do departamento de Vigilância Sanitária do município, Emerson Mariano de Almeida, informou que alertou a Vigilância de Uberlândia, já que o atacadista também tem sede na cidade. “É uma grande rede. É preciso que seja avaliado em outras cidades também”, disse.

Conforme a assessoria de comunicação da prefeitura de Uberlândia, os fiscais receberam o alerta de Uberaba, mas que não há data prevista para fazer a inspeção. A visita deve ser feita periodicamente como é feito em outros estabelecimentos da cidade.

Mais Cotidiano