PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Mulher é suspeita de matar as duas filhas e se suicidar em MG

Carlos Eduardo Cherem

Do UOL, em Belo Horizonte

12/01/2015 10h49

A Polícia Militar encontrou na noite deste domingo (11) a enfermeira Ana Flávia Marques Teixeira, 34, e suas duas filhas --uma de quatro anos e outra de nove meses-- mortas dentro de um quarto de motel em Itabira (110 km de Belo Horizonte). De acordo com a PM, a enfermeira assassinou as crianças e se enforcou em seguida.

Ana Flávia, ainda segundo informações dadas pela PM, perdeu a guarda de uma das garotas para o ex-marido em dezembro do ano passado, e estava desaparecida com as filhas desde então. Não há informações, porém, se a mulher estava sendo procurada pela polícia.

A enfermeira é de Sabará (Minas Gerais), na região metropolitana da capital mineira, também de acordo com a PM.

No quarto do motel, além das vítimas, os peritos da Polícia Civil encontram um bilhete da enfermeira: "Meu ex-marido acabou com minha vida e das minhas filhas".

O caso ainda será investigado pela polícia, mas pelas apurações iniciais, a hipótese mais provável é a de crime passional. O caso foi registrado e será investigado pela Delegacia de Itabira.

Ainda de acordo com a PM, a enfermeira chegou de automóvel no motel, no bairro Ribeiro de Cima, por volta de 5h30 deste domingo e passou o dia no quarto com as filhas.

Por volta de 15h, ela pediu uma caipirinha, um espeto de frango e um banho de espuma. Depois pediu para ser chamada às 17h.

No horário marcado, os empregados do motel ligaram para o quarto, mas ninguém atendeu. Eles então bateram na porta e, como ninguém respondeu, usaram uma chave reserva para entrar. Lá, foram encontrados os três corpos.

A enfermeira estava enforcada e pendurada em um suporte de toalha no banheiro. As crianças estavam sem vida sobre a cama. A mais nova estava em uma cadeirinha para bebês. Não havia marcas de violência nos corpos das meninas. Uma seringa, sem agulha, foi recolhida no cesto de lixo.

Cotidiano