PUBLICIDADE
Topo

Dois dias após confronto, PMs "somem" de protesto em Curitiba

Fabiana Maranhão

Do UOL, em Curitiba

01/05/2015 13h44

Os policiais militares "sumiram" nesta sexta-feira (1) da praça Nossa Senhora da Salette, onde ficam o palácio do governo do Paraná e a Assembleia Legislativa, no Centro Cívico, em Curitiba.

Na última quarta-feira (29), cerca de 2.000 policiais cercaram a sede do legislativo estadual enquanto os deputados votavam e aprovavam um projeto de lei que altera a Previdência estadual.

Professores em greve fizeram protesto e foram reprimidos pela PM com balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo. De acordo com a prefeitura, 170 pessoas ficaram feridas. Os manifestantes falam em 392 feridos.

No protesto de hoje, a reportagem do UOL não encontrou nenhum PM no percurso feito pelos manifestantes entre as praças 19 de Dezembro e Nossa Senhora da Salette. Alguns policiais do Batalhão de Trânsito foram vistos em vias próximas à avenida Cândido de Abreu, por onde passaram professores, servidores públicos e estudantes.

De acordo com a organização do ato, cerca de 10 mil pessoas participaram da mobilização. A PM não divulgou estimativa de público.

Cotidiano