Governador de Minas usa helicóptero do Estado para buscar filho em festa

Eduardo Schiavoni

Colaboração para o UOL, em Ribeirão Preto (SP)

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), utilizou um helicóptero de propriedade do Estado para buscar o filho após uma festa de Réveillon em Escarpas do Lago, condomínio de luxo localizado na área da represa de Furnas, em Capitólio (MG).

Pimentel admitiu o fato, mas negou qualquer irregularidade e afirmou que uma lei estadual permite o uso da aeronave para uso pessoal.

A chegada do governador em Escarpas do Lago foi registrada em vídeo que ganhou as redes sociais. A imagem mostra a chegada do governador ao condomínio e também o filho dele embarcando. Um homem narra a cena. 

A distância entre Belo Horizonte e Capitólio, em linha reta, é de aproximadamente 580 quilômetros. A velocidade do helicoptero utilizado pelo governador chega a 300 km/h, sendo que o consumo de combustível médio da aeronave para um trecho nessa distância fica na casa dos 50 litros de querosene de aviação por hora de uso.

A reportagem consultou uma empresa que aluga helicópteros, e, se fosse feita de forma privada, uma viagem de 300 quilômetros pode chegar a custar R$ 1.200 por passageiro.

Em nota, a assessoria de imprensa do governo de Minas Gerais informou que um decreto estadual permite o uso da aeronave para fins particulares. "O decreto 44.028/2005, assinado pelo então governador Aécio Neves, prevê a utilização de aeronave oficial por parte do chefe do Executivo em deslocamentos de qualquer natureza. Desde 2005, portanto, e com respaldo legal daquela norma, são registrados voos em aeronaves oficiais nos deslocamentos de governadores mineiros acompanhados de familiares", diz a nota.

Crise

Em grave crise financeira, Minas Gerais chegou a decretar, na semana passada, calamidade financeira. O Estado prevê um resultado negativo em R$ 8,06 bilhões no Orçamento do ano que vem, após um rombo na mesma magnitude este ano.

O uso do helicóptero, entretanto, não foi a primeira polêmica recente envolvendo gastos públicos por parte do governador. Conforme noticiado pelo UOL, o governo de Minas planeja triplicar os gastos com bebidas e gêneros alimentícios para abastecer em 2017 os três palácios utilizados pelo governador Fernando Pimentel.

No total, a despesa prevista com os itens se aproxima de R$ 400 mil.

Repercussão

O deputado estadual Sargento Rodrigues (PDT), um dos principais opositores ao governo de Pimentel, afirmou que irá formalizar uma denúncia por improbidade administrativa contra o governador na Procuradoria Geral da Justiça de Minas. 

Para ele, o uso da aeronave nesse caso contraria a ética. "Enquanto os mineiros sofrem cortes profundos de verbas na segurança pública, deixando diversos municípios sem viaturas da Polícia Militar para proteger a população, (...) o governador Fernando Pimentel continua com seus gastos desenfreados com o dinheiro público", disse o parlamentar.

O governador mineiro disse, em seu perfil no Facebook, que foi até Escarpas do Lago "com a intenção de ficar o dia lá, com meu filho, que passara o Réveillon na casa de amigos".

"Ainda no voo de ida, ele comunicou-se comigo, dizendo que não se sentia bem, e perguntava se não me incomodaria voltar mais cedo com ele para BH, em vez de almoçar lá. Obviamente, eu concordei e voltamos juntos, logo após o pouso, ainda pela manhã", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos