Mulher é acusada de tortura por raspar sobrancelha e cabelos de suposta amante do marido

Eduardo Carneiro

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/EPTV

Uma jovem de 18 anos foi obrigada a circular nua dentro de um carro em Barretos, interior de São Paulo, e ainda teve cabelo e sobrancelha raspados por uma mulher que suspeita que ela seja amante do marido.

O caso aconteceu em junho, de acordo com a polícia, mas só chegou ao conhecimento das autoridades nesta semana, já que o vídeo que registra a ação começou a circular pelas redes sociais.

Nas imagens, que chegaram à polícia, a motorista ironiza o relacionamento da vítima com o marido, que está preso no Centro de Detenção Provisória de Taiúva, também interior de São Paulo. "Dois tirados da favela, não dá nada", afirma.

Na sequência, ela é filmada raspando cabelo e sobrancelhas da vítima, que mantém na maior parte do vídeo os braços na frente dos seios e das partes íntimas, na tentativa de se proteger.

O UOL apurou que a vítima está bastante abalada e temendo sofrer represálias da suspeita (por ameaças após a repercussão das imagens), mas foi convencida a registrar boletim de ocorrência nesta segunda-feira, na Delegacia de Defesa da Mulher de Barretos. O paradeiro da acusada de agressão é desconhecido.

Reprodução/EPTV

O caso foi registrado com a natureza de sequestro e cárcere privado. A agressora foi intimada a depor, mas ainda não compareceu. As autoridades também querem ouvir a pessoa que grava o vídeo - provavelmente uma amiga da suspeita.

"Foi uma crueldade, uma barbaridade. Chega a ser nojento. Se fosse com um animal já teria gerado revolta", disse ao UOL Belisário Rosa Leite Neto, vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Barretos, que acredita que a suspeita ainda pode responder pelos crimes de tortura e lesão corporal com o andar das investigações.

"Não dá pra ver pelas imagens se ela se feriu com gravidade, mas as autoridades competentes já estão investigando. A OAB, como trabalha pela sociedade, está à disposição da vítima se ela precisar".

OAB promete ato após violência contra a mulher se repetir

Presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB, Fernanda Morato também colocou a entidade à disposição da vítima e lamentou o caso. "O que mais me chocou foi a crueldade com que ela praticou o ato. Foi uma situação pensada, não foi num momento de fúria. Ela humilhou a menina com uma agressão que vai marcá-la pelo resto da vida dela", afirmou a advogada.

"Como cidadã, fiquei triste e revoltada porque é um caso que mostra que as mulheres muitas vezes não jogam no mesmo time, mas sim uma contra a outra. São duas mulheres humilhando uma outra mulher, o que mostra que o machismo às vezes parte da mulher", completou.

A OAB de Barretos ainda informou que está concluindo os detalhes para organizar na próxima semana um ato de repúdio à violência contra a mulher. Além da suposta amante, outra agressão chocou a cidade recentemente: uma técnica de enfermagem de 51 anos foi encontrada nua e com ferimentos por todo o corpo na Rua 18 na última segunda-feira. A vítima está internada na Santa Casa em estado grave, e a Delegacia de Investigações Gerais investiga o caso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos