PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Homem morre após ser baleado em tiroteio na Rocinha

26.mar.2018 - Movimentação de policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na comunidade na Rocinha - Wilton Junior/Estadão Conteúdo
26.mar.2018 - Movimentação de policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na comunidade na Rocinha Imagem: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Do UOL, no Rio

29/03/2018 18h53

Um homem morreu após ser baleado durante um tiroteio na Rocinha, na zona sul do Rio, na tarde desta quinta-feira (29). De acordo com moradores, ele estaria segurando uma criança de 2 anos no colo quando foi atingido.

Em nota, a PM (Polícia Militar) informou que agentes do Batalhão de Choque patrulhavam uma localidade conhecida como Vila Verde quando ouviram disparos. “Como não se viu a origem dos disparos, não houve revide por parte dos policiais militares. Logo a seguir a equipe tomou conhecimento que um homem baleado havia sido socorrido para a UPA Vila Verde e não resistira ao ferimento.”

De acordo com relatos de moradores nas redes sociais, os PMs teriam chegado atirando ao local.

Na página do aplicativo Onde Tem Tiroteio, no Facebook, há um aviso de tiros na localidade onde o morador foi baleado. O texto pede que as pessoas tenham atenção na região.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que ele foi atingido nas costas e chegou a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Rocinha já com uma parada cardiorrespiratória.

No fim de semana, uma operação da Polícia Militar ao fim de um baile funk na comunidade terminou com ao menos oito mortos.

O Rio está sob intervenção federal na área de segurança pública há pouco mais de um mês. Procurado, o gabinete dos interventores não comentou a ação até o começo desta noite.

Desde setembro, quando teve início a Ação Continuada da Polícia Militar na favela, 53 pessoas morreram na Rocinha, entre eles dois PMs e uma turista espanhola. 

Cotidiano