Após ataque do PCC, clima de insegurança faz frota de ônibus de Natal ser recolhida

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

As empresas de ônibus de Natal, no Rio Grande do Norte, recolheram a frota de veículos da cidade na tarde deste sábado (2), após um ataque a um ônibus praticado por criminosos ligados à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Segundo o presidente do sindicato dos rodoviários, Harley  Davidson, seis criminosos em três motocicletas cercaram o ônibus da empresa Guanabara, no bairro Nordeste, região central de Natal. Os homens que estavam nas garupas das motos ordenaram que passageiros, motorista e cobrador descessem. Em seguida, eles jogaram combustível e atearam fogo no veículo.

Não há registro de feridos. Até agora nenhum suspeito do crime foi preso. A Sesed (Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social) informou que as polícias estão tentando prender os suspeitos.

A polícia não esclareceu o motivo do ataque. Originário de São Paulo, o PCC tem ramificações no Rio Grande do Norte, onde disputa pontos de venda de drogas com a facção local Sindicato do Crime.

Wendell Jefersson / Via Certa Natal
Ponto de ônibus fica lotado em Natal após coletivos serem recolhidos por falta de segurança

Em janeiro de 2017 uma briga entre as duas quadrilhas resultou em uma rebelião e 26 assassinatos de presos no complexo penitenciário de Alcaçus.

Trabalhadores em risco

"Por conta desse episódio [ataque ao ônibus] orientamos que rodoviários retornassem às garagens. Não podemos deixar que trabalhadores fiquem em risco", disse o presidente do sindicato.

A categoria aguarda um posicionamento do Governo do Estado sobre quais medidas de segurança vão ser tomadas para que os ônibus voltem às ruas no domingo (3).

Neste sábado, a frota de ônibus em Natal operava de forma reduzida em 50% por conta da demanda de passageiros. Atualmente, Natal tem 680 ônibus no sistema de transporte público.

Wendell Jefersson / Via Certa Natal
Empresas suspendem circulação após coletivo ser incendiado por criminosos

A STTU (Secretaria de Mobilidade Urbana) informou ter autorizado táxis, vans escolares e veículos de fretamento turístico -- que estejam devidamente licenciados -- a fazerem provisoriamente o transporte de passageiros até o retorno a frota de ônibus às ruas.

Um vídeo que está circulando nas redes sociais sugere que o Complexo Penitenciário de Alcaçuz, localizado em Nísia Floresta, esteja com clima tenso.

Entretanto, a Sejuc  (Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania) informou que não há registro de motins em nenhuma das unidades prisionais do Estado. A secretaria disse que o clima é de tranquilidade e que hoje foi realizado um casamento coletivo dentro do presídio.

A frota de ônibus deve voltar a circular no domingo após um reforço na segurança por forças policiais.

O UOL tentou contato com o Seturn  (Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário do RN), mas ninguém retornou as ligações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos