Topo

Grupo armado invade trem no RJ, faz maquinista refém e ordena parada

Fernando Maia/UOL
Imagem: Fernando Maia/UOL

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

18/09/2019 10h03Atualizada em 18/09/2019 10h05

Um trem do ramal Gramacho/Saracuruna, que seguia viagem para a Central do Brasil, foi invadido por seis homens armados, alguns deles com fuzis, por volta de 6h30 dessa segunda-feira (16). O maquinista da composição foi abordado pelos bandidos na estação Manguinhos, na zona norte da cidade, foi feito de refém e o grupo teria ordenado que ele fizesse uma parada durante o percurso. Nenhum dos envolvidos no crime foi preso. A informação foi dada pelo jornal O Globo e confirmada pelo UOL.

De acordo com informações da SuperVia, concessionária que administra os trens no Rio, o grupo que seria formado por suspeitos de atuar no tráfico de drogas viajou na cabine do maquinista, por cerca de três quilômetros, até a região da Mangueira, onde ordenaram que o maquinista parasse o trem no meio do trecho, antes da chegada à estação Maracanã - muito movimentada principalmente em dias de jogos no estádio.

O grupo deixou a composição em meio a linha férrea e o maquinista continuou a viagem. Durante o trajeto, os criminosos não abordaram os passageiros.

A concessionária informou que acionou imediatamente o Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer) "para ciência e medidas necessárias" e disse que "se coloca à disposição das autoridades para auxiliar nas investigações".

A Supervia afirmou ainda através de nota que "lamenta que a falta de segurança observada em todo o estado atinja também o sistema ferroviário e coloque em risco seus funcionários e milhares de passageiros que dependem do trem em seus deslocamentos diários (...) e que de acordo com o contrato de concessão, a segurança pública no sistema é uma atribuição do governo do Estado".

Procurada, a Polícia Civil do Rio informou que a Delegacia de Bonsucesso (21°DP) instaurou um procedimento policial para apurar o caso. "A unidade vai oficiar a Supervia e Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer ) solicitando maiores informações"

Trens sofreram interrupções por tiroteios

A invasão do trem ocorreu no mesmo dia em que uma operação da Polícia Militar provocou a interrupção da circulação do serviço de transporte por mais de uma hora em um outro ramal. Na ocasião, por conta de um tiroteio no Jacarezinho, favela da zona norte, o ramal de Belford Roxo teve a circulação interrompida no horário entre 5h35 e 6h45.

Ontem, os usuários do ramal de Belford Roxo voltaram a sofrer com interrupção parcial da circulação de trens, novamente no trecho do Jacarezinho, por conta de mais um tiroteio entre policiais e supostos traficantes. Devido aos tiros, o transporte funcionou apenas entre as estações Belford Roxo e Del Castilho.

Mais Cotidiano