Topo

Jacaré aparece em praia e surpreende banhistas em Guarujá; veja o vídeo

Bruna Alves

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/10/2019 18h51

Um jacaré apareceu na praia Santa Cruz dos Navegantes, em Guarujá, no litoral sul de São Paulo, e surpreendeu banhistas e pescadores, na noite de ontem. Apesar do susto, um grupo de pessoas conseguiu imobilizar o animal com uma rede de pesca e, em seguida, chamou a polícia.

De acordo com a Polícia Ambiental, o réptil era um animal de grande porte, com 2,30 metros de comprimento. O bicho não estava machucado e foi colocado, inicialmente, em uma caixa de água pelos próprios banhistas.

A moradora Vanessa Andrade, 38, mora em frente à praia e disse que essa não foi a primeira aparição de jacaré na região. "Já tem ocorrido alguns casos no verão, nas prainhas aqui perto". Porém, nesse local, ela nunca tinha visto e conta que ficou surpresa ao avistar o bicho.

Jacaré que apareceu na praia Santa Cruz dos Navegantes, no Guarujá - Divulgação/Polícia Ambiental do Guarujá
Jacaré que apareceu na praia Santa Cruz dos Navegantes, no Guarujá
Imagem: Divulgação/Polícia Ambiental do Guarujá
"A gente estava fazendo um churrasquinho em família e um pescador viu e falou: é grande. Quando eu olhei 'tava' nadando ali, lindo e belo. E eu tenho um filho pequeno que costuma brincar na água", disse ela.

Vanessa conta que todos ficaram assustados, porque o jacaré estava no raso e havia muitas crianças na praia. Por isso, os pescadores o tiraram da água. "Ele não estava querendo sair do raso", afirmou.

Por motivo de segurança, ao chegar na praia, a polícia imobilizou o réptil para levá-lo até um dos rios da região, onde foi feita a soltura.

Espécies brasileiras não costumam atacar humanos, diz especialista

De acordo com o professor especialista em zoologia da Universidade de São Paulo (USP), Miguel Trefaut Rodrigues, os jacarés não costumam atacar humanos, porém, eles podem se defender.

"Se você vai cutucar, ele pode morder e vai doer, e se alguém fosse mordido por um bicho desse ou tomasse uma rabada dele, ia passar mal. Mas os nossos jacarés, embora parente dos crocodilos, não são agressivos. São raríssimos os ataques de jacaré às pessoas. Você pode entrar na Amazônia e tomar banho no rio e o jacaré não te ataca", explica Rodrigues.

Segundo o especialista, a praia não é o habitat natural dos jacarés, por isso, provavelmente, o bicho deve ter passado por algum rio, entrado no mar e saído na praia. Os jacarés se alimentam de peixes, pequenos mamíferos e aves.

"O jacaré não se alimenta do ser humano de jeito nenhum. Excepcionalmente, acontece de um bicho pegar uma pessoa, mas casos de morte por jacarés aqui são raríssimos". Por isso, o jacaré pode ser considerado um bicho relativamente calmo, ao contrário dos crocodilos africanos, que costumam atacar as pessoas.

O professor ressalta, ainda que, no início do século 19 e meados do século 20, era comum a aparição de jacarés, mas hoje, esses bichos têm ficado cada vez mais longe das pessoas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cotidiano