PUBLICIDADE
Topo

Homem obriga pit bull a andar 11 km e é detido por maus-tratos em Maceió

Veterinário dá assistência a cachorro que teve patas machucadas após por ser obrigado a caminhar por 11 km em Maceió - Instituto de Meio Ambiente de Alagoas
Veterinário dá assistência a cachorro que teve patas machucadas após por ser obrigado a caminhar por 11 km em Maceió Imagem: Instituto de Meio Ambiente de Alagoas

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

25/01/2020 18h57Atualizada em 25/01/2020 23h16

Um cachorro da raça pit bull ficou ferido após ser obrigado a andar, na tarde de ontem, o trajeto de cerca de 11km a pé em Maceió, entre o antigo posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal), no bairro Tabuleiro do Martins, até a frente do IMA (Instituto de Meio Ambiente de Alagoas), no bairro do Mutange.

O tutor do animal foi detido sob acusação de maus-tratos e levado para a Central de Flagrantes I, onde prestou esclarecimentos. Foi indiciado em inquérito e autuado pelo IMA.

Segundo testemunhas, quando o cachorro não estava mais aguentando andar, por estar cansado, debilitado e com as patas machucadas pela distância percorrida a pé, o tutor do animal passou a arrastá-lo. Um rastro de sangue ficou em parte do trajeto percorrido, até a entrada do IMA.

Segundo o IMA, ao ver a cena, uma mulher acionou o órgão para "impedir o homem de continuar os maus-tratos".

Tutor do cachorro foi detido pela PM em flagrante por maus-tratos; ele prestou depoimento e foi liberado - Divulgação
Tutor do cachorro foi detido pela PM em flagrante por maus-tratos; ele prestou depoimento e foi liberado
Imagem: Divulgação

O acusado alegou que faz o trajeto rotineiramente, que sai de casa caminhando com cachorro até a praia.

Além dos maus-tratos no trajeto, foi constatado que o animal tem as orelhas cortadas (Conchectomia), o que é proibido por lei desde o ano de 2012. O tutor terá de informar onde foi realizado o procedimento e qual foi o médico veterinário responsável.

No IMA, o cachorro está sob cuidado de um médico veterinário e já tem uma fila de interessados em adotá-lo.

Cotidiano