PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Bombeiro diz que suspeito de matar 5 em creche quis saber número de vítimas

Jovem é suspeito de invadir creche e matar crianças, professora e funcionária em Saudades, no Oeste de SC - JOCIMAR BORBA/ISHOOT/ESTADÃO CONTEÚDO
Jovem é suspeito de invadir creche e matar crianças, professora e funcionária em Saudades, no Oeste de SC Imagem: JOCIMAR BORBA/ISHOOT/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL

04/05/2021 18h25

Após esfaquear cinco pessoas no CEI (Centro de Educação Infantil) Pró-Infância Aquarela, em Saudades (SC), o suspeito do crime queria saber quantas vítimas deixou. A pergunta foi feita à equipe de resgate enquanto o jovem de 18 anos era socorrido.

"Ele estava sangrando bastante, mas permaneceu consciente. Perguntava quantas pessoas tinha matado. E dizia que queria morrer", disse o soldado Raphael Blazech, bombeiro que trabalhou no resgate às vítimas, ao jornal O Globo.

Após atacar e matar três crianças e duas professoras, o suspeito tentou suicídio. Ele foi encontrado estirado no chão e levado para uma unidade de saúde de Pinhalzinho, município vizinho a Saudades. Horas depois foi transferido para um hospital em Chapecó.

Mapa Saudades (SC) - Arte/UOL - Arte/UOL
Mapa Saudades (SC)
Imagem: Arte/UOL

Entre as vítimas estão uma criança de um ano e oito meses, a professora Keli Adriane Aniecevski, 30, a auxiliar de educação Mirla Renner, 20, e mais duas crianças. Bombeiros que estiveram no local relataram ter encontrado "cena extremamente violenta".

Cotidiano