PUBLICIDADE
Topo

Notícias


9 de Julho: O que se comemora? É ponto facultativo? O que funciona?

Desfile de 9 de Julho comemora a Revolução Constitucionalista  de 1932 - Almeida Rocha / Folhapress - 9.jul.2010
Desfile de 9 de Julho comemora a Revolução Constitucionalista de 1932 Imagem: Almeida Rocha / Folhapress - 9.jul.2010

Leonardo Martins

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/07/2020 04h00

Comemorado no Estado de São Paulo, o feriado de 9 de Julho relembra a Revolução Constitucionalista de 1932, que tentou derrubar o então presidente Getúlio Vargas.

Em 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus, o feriado de 9 de Julho foi antecipado para maio. Agora, quando chegamos de fato ao conhecido dia 9 de julho, surgem algumas dúvidas: afinal, vai ter feriado? O que aconteceu no dia 9 de julho? O feriado é nacional ou estadual?

Tire dúvidas sobre o feriado de 9 de julho

O que se comemora no feriado de 9 de Julho?

Foi em 9 de julho de 1932 o dia em que motins armados organizados nos estados de São Paulo, Mato Grosso (na parte que hoje é Mato Grosso do Sul) e Rio Grande do Sul começaram um levante para derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e elaborar uma nova Constituição.

Esse movimento foi a famosa Revolução Constitucionalista. O dia virou uma das datas cívicas mais importantes em São Paulo e, por isso, é comemorado como um feriado até hoje.

O feriado de 9 de Julho é nacional?

Não. O feriado de 9 de Julho é comemorado apenas no Estado de São Paulo.

O feriado de 9 de Julho foi antecipado?

Sim. Em 2020, por causa da pandemia do novo coronavírus, o feriado foi antecipado em todo o estado para maio, com o objetivo de aumentar o isolamento social. Então, no dia 9 de julho de 2020, será um dia útil normal.

O que significa o feriado de 9 de julho?

O feriado comemora o início da Revolução Constitucionalista, quando o Estado de São Paulo organizou um levante para derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e elaborar uma nova Constituição em 1932.

Em quais cidades é feriado dia 9 de julho?

O feriado de 9 de julho é estadual, então, abrange todas as cidades do Estado de São Paulo.

O que funciona no feriado de 9 de Julho em SP?

No geral, como o feriado foi antecipado, será um dia normal para o transporte público, bancos, comércio, correios e supermercados. Na capital, por exemplo, lojas de rua e shopping centers têm permissão para abrir.

Os setores que vão abrir ou fechar dependem das regras de reabertura do Plano São Paulo, do governo estadual, criado por causa da pandemia. Você pode consultar a situação da sua cidade no site do governo.

9 de Julho é ponto facultativo?

Por lei, 9 de julho é feriado no Estado de São Paulo, e não ponto facultativo.

O que aconteceu na Revolução Constitucionalista de 1932?

Na época, alguns estados brasileiros estavam em constante tensão com o presidente Getúlio Vargas, que governava o país nos moldes de uma ditadura. Havia um forte apelo para que fosse criada uma nova Constituição.

Nada foi feito até o dia 9 de julho, quando, então, os revolucionários dos estados de São Paulo, Mato Grosso (na parte que hoje é Mato Grosso do Sul) e Rio Grande do Sul pegaram em armas e começaram a organizar um movimento para derrubar Vargas do poder. Teve início, então, a Revolução Constitucionalista de 1932, que acabou derrotada.

Quanto tempo durou a Revolução Constitucionalista de 1932?

Três meses. Entre julho e outubro, as tropas revolucionárias, lideradas pelos paulistas, lutaram contra o governo federal, mas acabaram derrotadas.

Onde ocorreu a Revolução Constitucionalista de 1932?

O objetivo do levante dos estados de São Paulo, Mato Grosso (na parte que hoje é Mato Grosso do Sul) e Rio Grande do Sul era se juntar e marchar até o Rio de Janeiro, então capital do Brasil, para depor Getúlio Vargas.

Alguns confrontos entre o exército e as tropas armadas aconteceram neste trajeto até o Rio, mas a maior parte da batalha aconteceu no estado de São Paulo, que liderava o movimento. O exército de Vargas organizou ataques ofensivos nos quatro cantos de São Paulo, principalmente no interior do estado, com o objetivo de enfraquecer o líder do motim. E deu certo.