Agentes de imigração dos EUA fazem a maior operação contra ilegais em grande rede de lojas

Do UOL, em São Paulo

  • Chris Carlson/AP

Agentes de imigração dos EUA realizaram a maior operação do governo Trump em busca de imigrantes ilegais em mais de 100 lojas da rede 7-Eleven durante a madrugada desta quarta-feira (10). Pelo menos 21 pessoas foram presas.

Os funcionários entrevistaram trabalhadores em lojas de todo o país, mas o foco da operação eram os proprietários das lojas. A ação seria parte de uma investigação que começou em 2013 envolvendo o caso de um franqueado de Long Island, no Estado de Nova York.

A operação abre uma nova frente na expansão das ações de Donald Trump contra as leis imigratórias. Desde o começo de seu mandato, foi registrado um aumento de 40% nas prisões para deportação e o país planeja gastar bilhões de dólares no muro na fronteira com o México.

Derek Benner, um dos principais responsáveis pelo setor de Imigração e Alfândega dos EUA, disse para a agência Associated Press que a operação desta quarta-feira foi "a primeira de muitas" e um "presságio do que está por vir" para os empregadores. 

"Este é um exemplo do que estamos preparando para este ano, e você verá mais e mais destas inspeções de conformidade em larga escala. A partir daí, analisaremos se estes casos justificam uma postura administrativa ou uma investigação criminal", disse Benner, diretor interino de Investigações de Segurança Interna da imigração dos EUA, que supervisiona casos contra empregadores que contratam ilegais.

"As ações de hoje enviam uma mensagem forte às empresas norte-americanas que contratam e empregam mão-de-obra ilegal: a Imigração aplicará a lei e se você optar por desobedecê-la, será responsabilizado", disse Thomas D. Homan, um alto funcionário da agência de imigração, em nota.

A contratação de ilegais raramente resulta em processos judiciais, em parte porque as investigações demoram muito tempo e é difícil de provar a ilegalidade da contratação, já que empregadores podem alegar que foram enganados por documentos fraudulentos ou intermediários. Multas administrativas são cobradas em alguns casos.

Trump está buscando seu "próprio tipo de estratégia" para a imigração, dando maior ênfase na luta contra os ilegais. Alguns trabalhadores podem ser presos nestas operações, mas as ações estão direcionadas aos empregadores, já que eles atraem os ilegais que chegam aos EUA em busca de trabalho. (Com Associated Press)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos