Topo

Brasil e 13 países americanos pedem suspensão de eleição presidencial da Venezuela

Alfredo Estrella/AFP
Grupo de Lima pede que governo venezuelano cancele eleições do domingo (20) Imagem: Alfredo Estrella/AFP

14/05/2018 17h06

O Grupo de Lima, formado pelo Brasil e mais treze países das Américas, afirmou nesta segunda-feira (14) que não estão dadas as condições para eleições livres na Venezuela. Por isso, a organização pediu que o governo venezuelano suspenda o pleito de domingo, no qual o presidente Nicolás Maduro buscará a reeleição.

Representantes dos 14 países se reuniram nesta segunda-feira na Cidade do México para debater a situação política e econômica da Venezuela. 

Ao final da reunião, os países do Grupo de Lima fizeram "um último apelo ao governo venezuelano para suspender as eleições gerais previstas para o próximo 20 de maio", disse o chanceler mexicano, Luis Videgaray, durante coletiva de imprensa celebrada após reunião na Cidade do México.

O Grupo foi formado em 2017 para debater e propor soluções para a crise venezuelana. Ele é formado por Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia.