Exclusivo para assinantes UOL

Maior lago de água doce da China sofre as consequências da represa de Três Gargantas

Harold Thibault

  • Reuters

    Pequim culpa a falta de chuvas pela secura do lago, mascarando a responsabilidade da represa de Três Gargantas

    Pequim culpa a falta de chuvas pela secura do lago, mascarando a responsabilidade da represa de Três Gargantas

Para quem pensava em se deparar com o maior lago de água doce da China, Poyang é um espetáculo desolador. Dos mais de 3.500 quilômetros quadrados que costumam ficar imersos, somente 200 quilômetros quadrados estão sob as águas neste mês de janeiro. Uma planície ressecada se estende a perder de vista. Um pagode se projeta sobre um pequeno monte que parece ser uma ilhota. Em uma bruma característica das regiões do Baixo Yangtzé, barcaças estão ancoradas diante de um magro curso d’água enquanto os pescadores estão sem trabalho.

UOL Cursos Online

Todos os cursos