Exclusivo para assinantes UOL

No Afeganistão, empresário fatura com roupas usadas de instituições internacionais

Mujib Mashal

Em Cabul (Afeganistão)*

  • Andrew Quilty/The New York Times

    Funcionários de Ramazan carregam fardo de roupas para um varejista em Cabul

    Funcionários de Ramazan carregam fardo de roupas para um varejista em Cabul

Hajji Ramazan construiu um pequeno império com roupas usadas. Sua loja, que viu suas fortunas crescerem e se dissiparem juntamente com as de Cabul, foi fundada por seu pai há 40 anos no mercado Chindawul, um dos mais antigos da capital afegã. Os comerciantes no estreito beco com várias dezenas de lojas vendem de tudo, de carvão para aquecimento a televisores e "jalebi", frituras em espiral mergulhadas em calda de açúcar.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos