Exclusivo para assinantes UOL

Enquanto o Canadá busca legalizar a maconha, comerciantes perguntam: por que esperar?

Dan Levin

Em Vancouver, Colúmbia Britânica (Canadá)

  • Jim Wilson/The New York Times

    Funcionária do Farm Dispensary escolhe entre os diferentes tipos de maconha disponíveis, em Vancouver (Canadá)

    Funcionária do Farm Dispensary escolhe entre os diferentes tipos de maconha disponíveis, em Vancouver (Canadá)

O Cannabis Culture Lounge tem tudo o que um usuário de maconha poderia precisar para se sentir em casa: brotos de maconha a US$ 3, bongs para aluguel, pacotes de Skittles e Doritos à venda, sofás de couro preto nos quais os clientes podem se reclinar em contemplação em meio à fumaça de cheiro forte. Não importa que, tecnicamente, tudo isso seja proibido pela lei canadense.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos