Exclusivo para assinantes UOL

Obama quer transferir até 18 presos de Guantánamo; Mas e os que ficam?

Charlie Savage

Em Washington (EUA)

  • Shane T. McCoy/U.S. Navy/AP

    Se tudo transcorrer como planejado, restariam 41 ou 42 presos em Guantánamo para o governo do presidente eleito Donald Trump

    Se tudo transcorrer como planejado, restariam 41 ou 42 presos em Guantánamo para o governo do presidente eleito Donald Trump

Quando o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, visitou a Casa Branca em outubro para um jantar de Estado, ele assumiu um compromisso com o presidente Barack Obama: a Itália, que reassentou um detido iemenita de Guantánamo neste ano, receberia mais uma pessoa de uma lista de transferência. Mas antes que o acordo fosse concluído, Renzi renunciou.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos