Extrema-direita francesa tenta reconquistar eleitores que desprezou no passado

Adam Nossiter

Em Sanary-sur-Mer (França)

  • Jean-Philippe Ksiazek/ AFP

Os panfleteiros da Frente Nacional já não são mais xingados. A sede local da candidata deles se cravou petulantemente em uma desgastada vizinhança muçulmana. E na semana passada a líder do partido, Marine Le Pen, lotou uma abafada sala de conferências local com milhares de pessoas para um beligerante discurso zombando do "sistema" e proclamando vitória na eleição presidencial francesa desta primavera (no hemisfério norte).

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos