Exclusivo para assinantes UOL

Em Merkel, mulheres alemãs encontram um símbolo feminino, mas não uma salvadora

Katrin Bennhold

Em Osnabrück (Alemanha)

  • GORDON WELTERS/NYT

    Mulheres andam ao lado de cartaz com Angela Merkel, em Osnabrück, na Alemanha

    Mulheres andam ao lado de cartaz com Angela Merkel, em Osnabrück, na Alemanha

Como tinha apenas 9 anos quando a chanceler Angela Merkel foi eleita pela primeira vez em 2005, Kristin Auf der Masch não consegue se lembrar de um tempo em que a Alemanha foi liderada por um homem. Mas se Auf der Masch, atualmente com 21 anos e aprendiz em uma empresa de energia eólica nesta cidade no noroeste do país, acha difícil imaginar um chanceler do sexo masculino, ela também acha impossível imaginar uma mulher na chefia.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos