Exclusivo para assinantes UOL

Ciberataques transformaram-se em algo comum, e nenhum governo está seguro

Alex Dean

  • iStock

Os hackers estão na ofensiva. A eleição nos Estados Unidos, o Serviço Nacional de Saúde (NHS) do Reino Unido, os bancos, as empresas e até mesmo o parlamento britânico foram vítimas de ciberataques ao longo dos últimos meses. De ansiedade secundária, a cibersegurança passou rapidamente a ser uma preocupação generalizada. Com isso em mente, conversei com David Ormand, o ex-diretor da Government Communications Headquarters (GCHQ), a agência de vigilância do Reino Unido, que recebeu a missão de se preocupar com essa questão por muito mais tempo do que a maioria das pessoas. Ele explicou qual seria a gravidade exata da ameaça que os hackers representam ao Reino Unido.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos