Topo

Opinião: O Estado Islâmico e os nacionalistas brancos trabalham com o mesmo objetivo

Mark Mitchell / AFP
Brenton Tarrant comparece diante do tribunal da cidade de Christchurch, na Nova Zelândia Imagem: Mark Mitchell / AFP
Exclusivo para assinantes UOL

William Saletan

2019-03-22T00:01:00

22/03/2019 00h01

O Estado Islâmico está vivo. Ele perdeu seu território, e seu porta-voz, Abu Hassan al-Mujahir, esteve calado durante meses, até esta semana. Na segunda-feira (18), o grupo voltou a aparecer, revigorado por um terrível atentado terrorista contra muçulm...