Exclusivo para assinantes UOL

Opinião: Partido Comunista chinês tenta silenciar críticos e estudantes nos EUA

Wang Dan

  • JASON LEE/REUTERS

    Presidente da China, Xi Jinping (acenando ao centro), e membros do Partido Comunista Chinês em Pequim

    Presidente da China, Xi Jinping (acenando ao centro), e membros do Partido Comunista Chinês em Pequim

Passei quase sete anos em uma prisão chinesa por ser um dos líderes dos protestos de 1989 da Praça da Paz Celestial. Fui solto em 1998, e o governo chinês permitiu que eu deixasse o país. Optei por ir aos Estados Unidos, onde eu poderia falar livremente o que pensava sem ter medo de ir para a cadeia.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos