PUBLICIDADE
Topo

Política

Organização aponta 'mentiras' em discurso de Bolsonaro na ONU

Do UOL, em São Paulo

22/09/2020 11h58

A organização Observatório do Clima fez um trabalho de fact-checking durante o discurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Assembleia Geral da ONU e acusou o governante de mentir.

Em entrevista à GloboNews, o secretário-executivo do Observatório do Clima, Marcio Astini, afirmou que "o Brasil deveria apresentar o que vai fazer para solucionar os problemas, não negar os problemas. [Bolsonaro] fugiu da responsabilidade de cuidar do Brasil". Segundo Astrini, essa postura pode afetar o acordo entre Mercosul e União Europeia.

Bolsonaro dedicou parte do discurso para dizer que o país está comprometido na preservação do meio ambiente. "Os focos criminosos são combatidos com rigor e determinação. Mantenho minha política de tolerância zero com o crime ambiental", afirmou o presidente.

Além disso, o governante também disse que o Brasil é alvo de uma "campanha escorada em interesses escusos" por parte de organizações internacionais e nacionais, informação que a ONG classificou como mentirosa.

O presidente também negou que as florestas brasileiras sejam propícias a incêndios por serem de clima úmido e mais uma vez foi acusado de mentir pela organização que se define como uma rede de 37 entidades da sociedade civil brasileira que discute as mudanças climáticas no país.

O grupo ainda apontou outras mentiras no discurso do presidente.

A organização também destacou quando o presidente falou a verdade.

Procurada pelo UOL, a Secom (Secretaria de Comunicação) do governo não se manifestou sobre as alegações do Observatório do Clima.

Política