PUBLICIDADE
Topo

Política

Schelp: Alguém acendeu uma tocha no posto Ipiranga de Bolsonaro

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/10/2020 12h00

O colunista do UOL Diogo Schelp disse que a alta no preço dos alimentos e a subida do dólar comercial devem ser vistas com muita preocupação pelo ministro Paulo Guedes (Economia).

Para ele, dependendo do índice que se analisa, a inflação 'está mais alta que ano passado'. "Isso mostra que o fantasma da inflação, realmente, está despontando. Isso aliado a desemprego, fundos de investimentos. Eu acho o seguinte: alguém acendeu uma tocha no posto Ipiranga", disse em referência ao apelido coloca em Guedes pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). (Ouça a partir do minuto 15:25)

A análise foi feita durante o episódio do podcast Baixo Clero #63, apresentado por Carla Bigatto, com a participação dos colunistas do UOL Carolina Trevisan e Diogo Schelp.

Sobre a inflação até setembro de 2020, Schelp lembrou que o IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) acumula mais de 20% nos últimos 12 meses.

"Pelo IPCA, índice oficial, se você pegar os dois últimos meses, você chega em torno de 4% [nos últimos 12 meses], a inflação. A projeção do IPCA até o fim do ano, ou seja, até o fim de 2020, está abaixo da meta de inflação, abaixo desses 4%. Mas se você pegar um índice como o IGP-M que serve de base para os reajuste de aluguéis, por exemplo, o acumulado dos últimos 12 meses até outubro é de mais de 20%.", disse. (Ouça a partir do minuto 15:25)

Sobre a alta do dólar, Schelp relembrou que, em março, Guedes disse que "se fizesse muita besteira, o dólar poderia chegar a R$ 5".

"Uma semana depois, o dólar passou de R$ 5 e essa semana encostou em R$ 6, significa o que? Que Guedes fez muita besteira multiplicado por 1,2?", questionou. (Ouça a partir do minuto 14:29)

Baixo Clero está disponível no Spotify, na Apple Podcasts, no Google Podcasts, no Castbox, no Deezer e em outros distribuidores. Você também pode ouvir o programa no YouTube. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Política