EUA registram a segunda morte por causa da gripe suína

Uma mulher do Estado do Texas se tornou a primeira cidadã dos Estados Unidos a morrer por causa vírus da influenza A (H1N1), como vem sendo chamada a gripe suína. Esta é segunda morte causada pela doença em território americano. Na semana passada, um bebê de 24 meses, natural da Cidade do México, morreu em um hospital da cidade de Houston, no Texas, se tornando a primeira vítima fatal da doença nos Estados Unidos. Ainda não se sabe muitos detalhes sobre a nova vítima, mas autoridades do Departamento de Saúde do Texas afirmaram que ela era uma moradora do condado de Cameron, na fronteira entre Estados Unidos e México.

De acordo com as autoridades, a portadora do vírus morreu no início desta semana e apresentava outros males crônicos.

Normalidade Mais de 400 casos da gripe suína já foram confirmados em 38 Estados americanos.

A secretária de Saúde americana, Kathleen Sebelius, disse em uma entrevista coletiva nesta terça-feira que cientistas estão mais confiantes de que o surto do vírus H1N1 talvez não seja tão grave como se temia inicialmente. Além disso, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos afirmou que até mesmo no México, onde o vírus foi detectado inicialmente, os sinais são de que o surto não parece mais tão intenso. Na cidade mexicana de Puebla, o presidente Felipe Calderón afirmou que ''pouco a pouco as coisas estão voltando ao normal''. Na semana passada, a fim de prevenir a propagação da doença, o governo do México pediu o fechamento de todo o comércio do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos