Topo

Número de mortes por dengue tem redução de 80% nos quatro primeiros meses do ano

Do UOL

Em São Paulo

17/05/2012 11h29Atualizada em 17/05/2012 12h32

O Brasil apresentou redução no número de casos graves e de mortes por dengue este ano. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (17) pelo Ministério da Saúde e refere-se aos quatro primeiros meses do ano, período de maior incidência da doença. Ao todo, foram confirmados 286.011 casos da doença, número 44% menor que o registrado nos primeiros quatro meses de 2011.

"Até abril de 2012, tivemos apenas 1.083 casos graves. Reduzimos em 80% os casos de óbitos por dengue", afirmou o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa. Segundo o governo, 74 pessoas morreram por causa da doença até o fim de abril.

Estados e municípios

Em seis Estados, houve aumento do número de casos notificados da doença: Rondônia, Alagoas, Sergipe, Bahia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

"O período de maior transmissão da dengue vai até o fim de maio, por isso vamos continuar monitorando", afirmou o ministro da Saúde Alexandre Padilha, admitindo que vários municípios ainda estão em situação de epidemia.

Os dez municípios com o maior número de casos no período foram: Rio de Janeiro (64.675), Fortaleza (10.156), Recife (6.343), Palmas (4.706), Cuiabá (4.460), Goiânia (4.128), Natal (3.779), Itabuna (3.088), Aparecida de Goiânia (3.022) e Teresina (3.000).

Considerando a incidência (calculada na proporção de um caso a cada 100 mil habitantes), os três municípios com as maiores taxas registradas foram: Palmas (2.494,7), Itabuna (1.445,3) e Rio de Janeiro (1.045,4), respectivamente.

Tipos

Em 2012, os vírus do tipo 1 da dengue (DEN 1) e do tipo 4 (DEN 4) foram os mais comuns no país, com 59,3% e 36,4%, respectivamente.

No entanto, essa distribuição apresenta variações entre as regiões brasileiras. No Norte e no Nordeste, houve predomínio do tipo 4. Já nas regiões Centro-Oeste e Sul, o tipo 1 circulou com maior predominância. Já no Sudeste, houve equilíbrio entre os dois sorotipos - 46,8% de DEN 1 e 49,7% de DEN 4.

Ações

"Acompanhamos diariamente os casos e este balanço é importante para chamar a atenção para o sucesso de algumas estratégias", disse o ministro. Entre as ações, ele citou os incentivos para os municípios que apresentaram atividades de prevenção e controle da dengue e o aumento da rapidez nos diagnósticos.

Presente na divulgação do balanço, o representante da Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) Alfonso Tenório afirmou que a entidade reconhece que esses resultados são produto de "esforços grandes em todos os níveis (federal, estadual e municipal)", e do trabalho promovido com as secretarias de Saúde.

Casos graves e mortes por dengue (janeiro a abril de 2012)

Unidade da FederaçãoCasos graves em 2011Casos graves em 2012Mortes em 2011Mortes em 2012
Rondônia29430
Acre29220
Amazonas2635161
Roraima10010
Pará17341142
Amapá39200
Tocantins341831
Maranhão1121391
Piauí491123
Ceará58962548
Rio Grande do Norte3848493
Paraíba1241932
Pernambuco42857155
Alagoas441570
Sergipe322211
Bahia2051021213
Minas Gerais17325164
Espírito Santo1.504109153
Rio de Janeiro3.23926310317
São Paulo45028484
Paraná2238141
Santa Catarina0000
Rio Grande do Sul1000
Mato Grosso do Sul1021921
Mato Grosso366953
Goiás346104172
Distrito Federal5110

Mais Notícias