Topo

Apesar de muito estudado, funcionamento do cérebro ainda é um mistério

Thinkstock
O hemisfério esquerdo está mais ligado ao raciocínio lógico e à linguagem; o direito, às emoções Imagem: Thinkstock

Rosana Faria de Freitas

Do UOL, em São Paulo

08/03/2013 07h00

O cérebro, por toda a sua complexidade, é um órgão que vem sendo cada vez mais estudado. Mas a verdade é que ainda se sabe pouco sobre ele. Uma das teses mais propagadas sobre essa parte do corpo tem a ver com as funções de cada hemisfério. O direito é apontado como mais emocional, e o esquerdo, como racional. De acordo com o neurologista Leandro Teles, tal divisão é muito simplista.

“O cérebro é, sim, dividido em duas metades que, de fato, apresentam algumas funções diferentes. O hemisfério esquerdo está mais relacionado à linguagem, ao raciocínio lógico sequencial e à matemática, enquanto o direito é mais criativo, intuitivo, viso-espacial. Apesar dessa separação, ambos tratam aspectos racionais e emocionais. Aliás, sempre que entra em jogo um ângulo cognitivo complexo, o direito e esquerdo trabalham em franca parceria.”

Para Antonio de Salles, chefe do Centro de Neurociências do Hospital do Coração e professor do Departamento de Neurociência da Universidade da Califórnia (EUA), tal divisão, de qualquer forma, foi confirmada em pesquisa recente feita no Canadá com dois pacientes que tiveram remoção de um dos hemisférios cerebrais para tratamento de epilepsia.

“O indivíduo com a parte direita retirada apresentava extrema dificuldade em avaliar emoções durante o convívio com outras pessoas, principalmente julgamento de expressões faciais. Já o outro, que perdeu o lado esquerdo, mostrava excelente capacidade de relacionamento e percepção de emoções, ao mesmo tempo em que não era hábil para se exprimir. Aliás, o envolvimento do hemisfério direito em emoções já está mais do que sacramentado em exames de ressonância magnética funcional, que revelam o aumento da demanda sanguínea em atividade.”

Semana Nacional do Cérebro

  • Divulgação

    A Semana do Cérebro (Brain Awareness Week) é uma campanha global para divulgar os benefícios do estudo do cérebro. A cada ano, no mês de março, universidades, hospitais e outras organizações do mundo todo se unem durante uma semana para popularizar conhecimentos em neurociências. Coordenada pela Dana Alliance for Brain Initiatives e a European Dana Alliance for the Brain, a próxima Semana do Cérebro acontecerá entre 11 e 17 de Março de 2013.

    No Brasil, os primeiros eventos da Semana do Cérebro aconteceram em 2010 no Rio de Janeiro, por iniciativa de várias instituições e universidades. Em 2011, professores e pós-graduandos da USP de Ribeirão Preto abraçaram a causa com entusiasmo. Em 2012, pela primeira vez a Semana do Cérebro foi organizada nacionalmente, com apoio da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC).

    Como participar?

    A proposta é que cada grupo de interessados organize e apresente, durante a semana de 11 a 17 de Março de 2013, palestras, aulas públicas, exposições, exibições de filmes, etc., sempre sob a responsabilidade de cada proponente, utilizando os mais variados espaços: escolas, feiras, praças, teatros, shoppings, universidades, etc.

    Esta é a segunda vez que a Semana do Cérebro é articulada nacionalmente. No Brasil, a promoção é da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento – SBNeC que chancelará e divulgará os eventos que forem cadastrados em dois sites:  no Blog da Semana Nacional do Cérebro e no site da DANA Foundation. Uma vez cadastrados, os eventos ficarão registrados na agenda para livre divulgação.