Alimentação

Redes de fast-food dos EUA retiram química usada em isopor de suas receitas

Deena Shanker

  • Divulgação

No início de 2014, uma blogueira conhecida como Food Babe lançou uma petição para pressionar a rede de sanduíches Subway a retirar de seus pães um obscuro composto químico usado também na fabricação de tapetes de ioga. Dois dias e mais de 78.000 assinaturas depois, o Subway anunciou a retirada da azodicarbonamida -- o composto químico dos tapetes de ioga e de isopor, como ficou conhecido.

Desde então, várias outras grandes redes de fast-food seguiram o exemplo, sem petição, nem alarde.

McDonald's, Chick-fil-A, Wendy's, White Castle e Jack in the Box, que usavam o composto em seus pães em 2014, se livraram completamente dele desde então.

"Nós removemos esses itens porque esta era a coisa certa a se fazer e porque se tratava de uma preocupação para os nossos clientes", disse um porta-voz do McDonald's.

Mas a empresa não mencionou a remoção do aditivo do pão em um comunicado de imprensa divulgado nesta semana para anunciar diversas outras mudanças de ingredientes, como a retirada de um xarope de milho com alta concentração de frutose dos pães e de conservantes artificiais dos McNuggets.

A azodicarbonamida é um condicionador de massas que, sim, é encontrado também em tapetes de ioga, nos chinelos e no isopor, porque os torna mais leves e fortes, segundo o Environmental Working Group, um grupo de defesa ambiental.

Uso era aprovado nos EUA e rejeitado na Europa

A Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA aprovou seu uso nos alimentos em quantidade limitada, mas a União Europeia proibiu seu uso em alimentos. A Organização Mundial da Saúde ligou o uso da substância à asma e o Center for Science in the Public Interest (CSPI), um grupo de vigilância do setor, citou possíveis conexões com o câncer, especialmente em altas doses.

No Dunkin' Donuts, o composto foi retirado dos croissants e dos pães doces, e embora ainda esteja presente na torrada Texas, um porta-voz disse que a rede está testando uma nova versão sem azodicarbonamida. No Burger King, o aditivo foi mantido apenas nas rabanadas em tiras. No Arby's, o produto está fora de todos os pães regulares e foi mantido apenas nos croissants, nas rabanadas em tiras e no chamado pão sourdough.

"Já vai tarde", disse Michael Jacobson, diretor-executivo do CSPI. "Mas se estão pensando na saúde, este é um tímido passo para a frente". (Segundo ele, as quantidades de sódio e de calorias são preocupações maiores).

McDonald's, Dunkin' Donuts, Wendy's e White Castle informaram, em diferentes comunicados, que reformularam seus pães em resposta às preferências dos consumidores. O Subway informou em 2014 que já estava em processo de remoção do composto químico quando circulou a petição.

"Eu considero nossa marca humilde o suficiente para não se vangloriar", disse o porta-voz da White Castle, Jamie Richardson. Ele disse que a rede modifica suas receitas regularmente e que retirou a azodicarbonamida quando lançou seu sanduíche veggie slider, no final de 2014. "Fizemos isso pelos motivos certos", disse ele. "Fomos sensíveis aos consumidores".

Nem todos atribuem a falta de alarde à humildade. "Eles não querem chamar uma atenção desnecessária para seus conjuntos de ingredientes", disse Vani Hari, a blogueira cuja petição levou o Subway a retirar o composto químico de seu pão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos