Topo

Tecnologia

Galaxy S10


Pô, Samsung! Processador do S10 que vem para brasileiros é pior, diz teste

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Nem todo aparelho Galaxy S10 é igual... Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/UOL

Rodrigo Trindade

Do UOL, em São Paulo

2019-03-06T04:00:00

06/03/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Processador que equipa o S10 no Brasil foi pior que "irmão" em testes
  • Em testes de desempenho, Snapdragon 855 é mais poderoso que Exynos 9820
  • A maioria das regiões usará processador Exynos, proprietário da Samsung

Empolgado com o lançamento do Galaxy S10 que chega ao Brasil no dia 12 de março? O novo celular top de linha da Samsung nos chamou a atenção na última semana, mas os potenciais compradores brasileiros - e da maioria das regiões - devem saber que o aparelho que será colocado à venda por aqui é inferior ao comercializado nos Estados Unidos. O motivo para isso é o coração do smartphone, o seu processador.

A Samsung utiliza tipos diferentes de chip em regiões distintas. Nos Estados Unidos ela adota os processadores Snapdragon 855, produzidos pela americana Qualcomm e considerados os melhores do mercado. Em testes, ele perde apenas para o processador do iPhone, o A12 Bionic.

Já no Brasil --e na maior parte do mundo--, a família Galaxy S10 chegará com o Exynos 9820, última geração dos processadores proprietários da Samsung.

Na prática, isso significa que o smartphone vendido por aqui será mais fraco do que o comercializado em outros territórios, embora essa diferença de desempenho seja irrelevante para quem não usa o celular para tarefas mais pesadas, como jogos ou edição de vídeos, por exemplo.

AnandTech/Reprodução
PCMark mostra a superioridade do S10+ com o Snapdragon 855 em relação ao modelo como o Exynos 9820 Imagem: AnandTech/Reprodução

O site "AnandTech" pegou os dois modelos do Galaxy S10+, a versão mais cara, e realizou testes de benchmark com os programas PCMark e Speedometer 2.0. Em todos eles (e foram 12, ao todo), o celular equipado com o Snapdragon 855 se saiu melhor.

A maior diferença ficou no teste de edição de fotos no PCMark. Nele, o Galaxy S10+ anotou 17.496 pontos com o Snapdragon 855, contra 11.412 com o Exynos 9820. Nos demais testes deste programa, o celular com Snapdragon esteve sempre na casa de mil pontos à frente daquele com Exynos.

No Speedometer 2.0, no entanto, a diferença foi bem menor, mas ainda assim o Snapdragon ficou na frente.

A favor do Exynos 9820 está o fato de que a Samsung fez seu processador proprietário melhorar significativamente, afinal o 9810 se saiu bem pior do que o novo Exynos nos mesmos testes de benchmark.

As 7 maiores novidades do S10

UOL Notícias