PUBLICIDADE
Topo

Acusado de matar Trayvon Martin xingou mexicanos no MySpace

02/05/2012 19h54

MIAMI, 2 Mai 2012 (AFP) -O vigia voluntário George Zimmerman, acusado da morte do jovem negro Trayvon Martin na Flórida, publicou comentários pejorativos sobre mexicanos em uma velha página no site MySpace, onde também fez alarde de como se salvou de problemas legais em 2005.

A autenticidade da página fechada em 2005 foi confirmada pelo advogado de Zimmerman, Mark O'Mara em uma breve declaração à imprensa local.

A página que mostra Zimmerman, hoje de 28 anos, tem o título "onlytobeakingagain", e ele se identifica como "Joe G" em textos onde menciona o quanto sente falta de Manassas, o subúrbio da Virginia (leste) onde nasceu, em uma família peruano-americana.

Mas em um tom juvenil, Zimmerman diz não sentir falta dos mexicanos que viviam na região.

"Não sinto falta de dirigir assustado, atropelando mexicanos na rua, que se metiam no meio dos carros da gente", escreveu.

"Trabalhar 96 horas para receber um cheque decente; que te coloquem facas na cara, todos os mexicanos com os quais se encontra", completa.

O ev-vigia de uma vila privada na Flórida também faz alarde de como conseguiu esquivar-se de problemas com a justiça em 2005 quando teve um confronto com um policial.

Zimmerman é acusado de assassinato em segundo grau de Martin, de 17 anos, na cidade de Sanford na Flórida, um caso que provocou um sensível debate sobre o racismo nos Estados Unidos porque a vítima estava desarmada e porque era negro, segundo consideram os pais do rapaz.

O advogado da família de Trayvon Martin, Benjamin Crump, disse na quarta-feira ao jornal The Miami Herald que os promotores poderiam usar os comentários do MySpace contra ele.

"Uma coisa é pensar coisas como essas, mas escrevê-las? Realmente precisa ser racista", disse Crump.