Litoral da Guiana Francesa em alerta por epidemia de zika

Caiena, 25 Jan 2016 (AFP) - O litoral da Guiana Francesa passou para a fase epidêmica do zika vírus - anunciaram nesta segunda-feira as autoridades locais, detalhando que 45 casos foram "biologicamente confirmados, e 160 suspeitos dentre os quais quatro mulheres grávidas".

Os principais locais ligados ao zika vírus, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, também responsável pela dengue e do chikungunya são "a ilha de Caiena, Kourou, e o oeste", Saint-Laurent du Maroni e Mana, explicou o representante do estado francês, Martin Jaeger, durante coletiva de imprensa na administração de Caiena.

As autoridades de saúde tomaram a decisão de entrar em fase de epidemia no departamento francês da Amazônia com mais de 244.000 habitantes.

"Os números são certamente subestimado pois 80% dos pacientes não apresentam sintomas", alertou Christian Meurin, diretor da Agência Regional de Saúde.

O zika vírus gera preocupação entre as grávidas, já que pode estar associado a um surto de casos de microcefalia entre os recém-nascidos cujas mães foram infectadas durante a gestação.

Nesta segunda, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que o vírus deve atingir todo o continente americano, com exceção do Canadá e Chile. O vírus já está presente em 21 dos 55 países e territórios das Américas, afirma a OMS em um comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos