Imagens de satélites confirmam destruição de templo antigo no Iraque, diz ONU

Em Genebra

  • AFP

Imagens via satélite confirmaram a destruição do templo de Nabu, no Iraque, informou a ONU nesta quarta-feira (9), um ato que o grupo extremista Estado Islâmico (EI) já tinha reivindicado.

O Instituto das Nações Unidas para a Formação Profissional e as Investigações (UNITAR) destacou ter analisado as imagens da antiga cidade assíria de Nimrud, coletadas em 3 de junho no norte do Iraque.

"Em comparação com as imagens de 12 de janeiro de 2016, observamos danos consideráveis na entrada principal do que se conhece como templo de Nabu", informou a agência, que divulgou duas imagens.

O grupo extremista EI já tinha reivindicado em um vídeo a destruição do templo de 2.800 anos de antiguidade, uma construção consagrada ao deus babilônio da sabedoria.

No mesmo vídeo, um dos extremistas ameaça explodir as pirâmides e a esfinge egípcias.

A cidade de Nimrud, uma joia do império assírio, fundada no século XIII a.C às margens do rio Tigre, fica 30 km a sudeste de Mossul, a segunda cidade do Iraque, que está nas mãos dos radicais.

Não está claro quando o templo foi destruído.

A interpretação rigorosa do Islã feita pelos extremistas os leva a considerar como idolatria todas as representações religiosas consagradas a deuses que não sejam o profeta Maomé.

Os combatentes do EI destruíram sistematicamente jazidas arqueológicas em regiões sob o seu controle, como aconteceu com a cidade antiga de Palmira, na Síria, que sofreu danos consideráveis enquanto esteve nas mãos do grupo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos