PUBLICIDADE
Topo

San Diego, na Califórnia, combate surto mortal de hepatite A

28/08/2017 20h46

Los Angeles, 28 Ago 2017 (AFP) - Um surto recorde de hepatite A matou 14 pessoas e levou centenas a hospitais em San Diego, atingindo principalmente pessoas sem-teto e pacientes que usam drogas intravenosas.

Os dados mais recentes do Condado de San Diego, na Califórnia, mostram que mais de 350 casos foram diagnosticados desde o início do ano. A maioria desses foi identificada desde julho, e 264 pessoas precisaram de cuidados hospitalares.

"À medida que a hepatite A avança, o número de mortes é maior do que em outros grandes surtos relatados aos CDC, embora nem todos os surtos sejam reportados aos CDC", disse à AFP uma porta-voz dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças.

Um surto em 2003 ligado a cebolinhas na Pensilvânia causou três mortes e levou 124 pessoas ao hospital.

As autoridades ainda não identificaram a causa do último surto, mas dizem que a doença está sendo espalhada de pessoa para pessoa e através do contato com ambientes sob contaminação fecal.

Isso coloca as pessoas sem-teto especialmente em risco, uma vez que elas não têm acesso regular a instalações sanitárias e água limpa para lavar as mãos, observaram autoridades de saúde do estado.