Tremor de 7,9 gera alerta de tsunami no Alasca e litoral canadense

Washington, 23 Jan 2018 (AFP) - Um potente terremoto de magnitude 7,9 foi registrado nesta terça-feira frente ao litoral sul do Alasca, informou o serviço sismológico americano (USGS), gerando alertas de tsunami para este Estado e para o litoral oeste do Canadá.

O terremoto aconteceu no Golfo do Alasca, 280 km a sudeste da cidade de Kodiak, segundo o USGS, que, em sua primeira estimativa, informou sobre 8,2 de magnitude.

O epicentro foi localizado a 10 km de profundidade debaixo do mar.

O Centro Nacional de Alerta de Tsunami lançou um alerta para a maior parte do litoral sul do Alasca, as ilhas Aleutas e a província canadense de Columbia britânica.

Emitiu, além disso, um aviso de vigilância para toda a costa pacífica dos Estados Unidos, da fronteira com o México até a fronteira canadense, e para o Havaí, no Pacífico.

No Alasca, as autoridades lançaram pedidos para que os habitantes de zonas costeiras se afastem imediatamente do mar e vão para terrenos mais elevados, alertando que um tsunami pode ocorrer horas depois do terremoto.

O tremor foi sentido no litoral do Alasca e em um raio de centenas de quilômetros.

Heather Rand, que se encontra em Anchorage, 580 km ao norte do epicentro, disse à CNN que foi o maior terremoto que já experimentou.

"Foi muito longo, e foi aumentando levemente. Definitivamente o mais forte, e eu nasci aqui", afirmou Rand, assinalando que o único dano que viu foram rachaduras nas paredes.

Em 1964, um tremor de magnitude 9,2, perto do Estreito de Prince William no Alasca, seguido de um tsunami, deixou um saldo de 125 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos