PUBLICIDADE
Topo

Mãe do senador McCain, de 106 anos, comparece ao funeral do filho

31/08/2018 16h13

Washington, 31 Ago 2018 (AFP) - Quando o caixão de John McCain, coberto pela bandeira americana, foi levado ao Capitólio dos Estados Unidos nesta sexta-feira (31), entre os presentes para homenagear o falecido senador havia uma mulher que viveu toda a turbulência de sua carreira e vida icônicas: sua mãe de 106 anos.

Meio século após terem dito a ela que seu filho havia sido abatido no Vietnã - onde foi mantido prisioneiro por cinco anos -, Roberta McCain mostrou-se uma fortaleza no funeral do senador, que morreu no fim de semana passado após uma batalha contra o câncer no cérebro.

A matriarca da família manteve a compostura enquanto era levada para a Rotunda do Capitólio, onde confortou sua neta, Meghan McCain, segurando sua mão e sussurrando em seu ouvido.

Quando finalmente se aproximou do caixão, mostrou uma aparência sombria e silenciosa, até que saiu do local.

Em um de seus livros, McCain escreveu que sua mãe foi "criada para ser uma mulher forte e determinada, que aproveita a vida e sempre tentou tirar o máximo de suas oportunidades".