PUBLICIDADE
Topo

Terremoto seguido por 30 abalos secundários assusta Venezuela

27/12/2018 20h24

Caracas, 27 dez 2018 (AFP) - Um forte terremoto - seguido por cerca de 30 tremores secundários - abalou Caracas e vários estados da Venezuela na madrugada desta quinta-feira (27), causando rachaduras em alguns edifícios, informaram as autoridades.

"Não há registro de feridos ou falecidos", disse a jornalistas o diretor da Defesa Civil, Randy Rodríguez, indicando que o tremor foi sentido em 14 dos 24 estados do país.

O movimento foi registrado à 4h59 local (6h59 em Brasília) e teve 4,9 graus de magnitude, segundo a Fundação Venezuelana de Pesquisas Sismológicas (Funvisis).

Seu epicentro foi localizado 12 quilômetros a noroeste de Valencia (norte, estado de Carabobo), a 9,4 quilômetros de profundidade, acrescentou a Funvisis.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) calculou em 5,6 a magnitude.

O tremor danificou as fachadas de algumas casas em Valencia (170 km ao oeste de Caracas), onde edifícios residenciais também ficaram com rachaduras, segundo imagens publicadas pela Defesa Civil e usuários do Twitter.

"Foram registrados danos menores em três municípios do estado de Carabobo", informou Rodríguez.

O fenômeno causou grande susto em cidades como Caracas, onde dezenas de pessoas desceram dos edifícios após o tremor. Até a tarde haviam sido sentidos 28 tremores secundários, sendo o mais forte de 4,8 graus de magnitude, de acordo com a Defesa Civil.

"Minha cama balançou bastante. Me assustei muito. Os cachorros latiam e meus vizinhos foram pra rua, porque depois foram sentidos mais tremores", disse Karina Salcedo, uma moradora de Caracas, à AFP.

Em Valencia, epicentro do tremor, "o abalo foi forte", contou o sacerdote Wilfredo Corniel.

As autoridades pediram calma. "Também me acordou, a cama se movia, (...) mas não há nada para lamentar, os 14 municípios estão em calma", comentou o governador de Carabobo, Rafael Lacava.

Em 5 de dezembro passado, outro tremor - de magnitude 4,6 - foi registrado na localidade de San Felipe, estado de Yaracuy (norte). Caracas e vários estados foram afetados.

Já em 21 de agosto, um prolongado terremoto de magnitude 7,3, de acordo com o USGS, sacudiu a Venezuela e Trinidad e Tobago. Houve pânico e danos materiais, mas não vítimas.

Registrado inicialmente como sendo de magnitude 6,3 pela Funvisis e depois corrigido para 6,9, esse sismo é, até agora, um dos mais fortes já registrados na Venezuela.

mbj/erl/tt/db