Topo

Plásticos de uso único são proibidos na zona do Everest

21/08/2019 20h24

Katmandu, 21 Ago 2019 (AFP) - Os plásticos de uso único foram proibidos na zona do Everest para combater o excesso de resíduos deixados pelos alpinistas na montanha mais alta do planeta, informaram nesta terça-feira as autoridades do Nepal.

O governo do Nepal recolheu neste ano 10 milhões de toneladas de lixo no Everest, onde se bateu o recorde do número de alpinistas.

Esta decisão entrará em vigor em janeiro do ano que vem e afetará o território do município de Khumbu Pasang Lhamu, que inclui a zona do Everest e de outros picos.

Com esta medida ficam proibidas as embalagens com menos de 30 micrômetros de espessura.

"Se começarmos agora, ajudaremos a manter limpa a longo prazo nossa região, o Everest e outras montanhas", afirmou à AFP Ganesh Ghimire, um funcionário do governo local.

A zona da montanha mais alta do planeta recebe a cada ano cerca de 50.000 turistas.

As autoridades locais trabalharão com companhias aéreas, agências de alpinistas e com a Nepal Mountaineering para que esta nova norma seja cumprida. Por enquanto, não foram decididas as multas para aqueles que não a respeitarem.

O excesso de lixo no Everest também polui as fontes de água no vale.

As autoridades do Nepal introduziram há seis anos uma fiança de 4.000 dólares para aquelas equipes de alpinistas que tentam escalar o Everest. Esta pode ser recuperada se cada montanhista regressar com oito quilos de lixo, mas só metade deles faz isso.

Neste ano, 885 alpinistas chegaram ao topo do Everest, uma cifra recorde, em uma temporada especialmente fatal, na qual 11 pessoas morreram subindo esta montanha.

str-pm/stu/ind/fox/eb/mb/db

Mais Notícias