Topo

Advogados de Netanyahu confiantes para evitar acusação ao primeiro-ministro

02/10/2019 07h24

Jerusalém, 2 Out 2019 (AFP) - Os advogados do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmaram que apresentarão "provas sólidas" nesta quarta-feira para mudar a opinião do procurador-geral e evitar que seu cliente seja oficialmente acusado de fraude, corrupção e abuso de confiança.

"Com base nos dados da investigação e nos elementos que possui a equipe de defesa do primeiro-ministro, acredito que há provas sólidas que farão com que o procurador mude de ideia", declarou Ram Caspi, advogado de Netanyahu, ao chegar ao ministério da Justiça.

Nesta quarta-feira, os advogados de Netanyahu começarão a ser questionados pelo procurador-geral de Israel, Avichai Mandelblit, que decidirá se acusa formalmente Netanyahu, o mais longevo dos primeiros-ministros israelenses.

Ao mesmo tempo, Netanyahu tenta reunir o apoio de outros partidos para alcançar a maioria necessária e formar um governo, após as eleições legislativas de 17 de setembro. Mas a tarefa é muito complicada.

O advogado afirmou acreditar que a justiça decidirá sobre o caso Netanyahu "de forma profissional, ignorando o ruído e a pressão mediática".

"O primeiro-ministro não está acima da lei, mas tampouco abaixo", disse.

Três casos afetam Netanyahu, suspeito de aceitar subornos e de abusar de sua posição para conceder favores em troca, por exemplo, de uma cobertura favorável de um meio de comunicação a seu governo.

jjm-gl/hj/bl/me/fp

Notícias