PUBLICIDADE
Topo

Espanha vai sediar conferência do clima COP25

01/11/2019 15h54

Madri, 1 Nov 2019 (AFP) - A Espanha vai sediar a COP25, conferência mundial mais importante sobre o combate às mudanças climáticas, no lugar do Chile, que precisou cancelar a organização do evento, previsto de 2 a 13 de dezembro, pela crise social e política que atravessa.

"Nos alegra anunciar que a Mesa da COP acordou que a COP25 será realizada de 2 a 13 de dezembro em Madri", tuitou Patricia Espinosa, secretária-executiva da ONU Mudanças Climáticas.

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, tinha sido obrigado a anunciar o cancelamento do evento, assim como de outra grande conferência internacional: a cúpula do Fórum de Cooperação Ásia-Pacífico (APEC).

O anúncio de Piñera, cujo governo enfrenta distúrbios que deixaram quase 20 mortos em três semanas, representou um duro golpe para a imagem externa do Chile.

Piñera anunciou paralelamente a oferta do governo espanhol, do socialista Pedro Sánchez, para sediar a COP, um grande evento internacional que pressupõe o deslocamento de até 25.000 delegados, entre membros de missões oficiais, ONGs e especialistas relacionados com o meio ambiente.

"Ontem conversei com o presidente da Espanha, Pedro Sánchez, que fez uma oferta generosa para organizar a cúpula da COP-25 em Madri, Espanha, nos mesmos dias em que estava programado para ocorrer no Chile; entre 2 e 13 de dezembro ", disse Piñera em uma mensagem no palácio presidencial.

O desafio logístico é considerável, mas Madri assegurou ter feito a proposta "em vista do curto prazo de que dispõe" e da "importância de garantir que a COP 25 se realize com normalidade".

pa/pb/lda/cn/mvv