PUBLICIDADE
Topo

Nicaraguenses pedem proteção à Virgem de Fátima em meio a crise social

25/01/2020 20h16

Manágua, 25 Jan 2020 (AFP) - Milhares de católicos pediram neste sábado à Virgem de Fátima que interceda pela paz, pelos perseguidos e pelos pobres na Nicarágua, mergulhados em uma grave crise política desde 2018 que deixa uma lista de mortos, prisioneiros e exilados.

"Pedimos que você toque o coração dos governantes para agir com prudência e para o bem", proteja "os perseguidos por causa de sua fidelidade à igreja" e aqueles que "sofrem de miséria e opressão", oraram os paroquianos durante uma cerimônia na Catedral de Manágua.

No final da missa, mais de cem oponentes exigiram em frente à catedral a libertação de mais de 50 dissidentes que ainda estão presos.

"Pedimos à virgem que interceda por nós para que possamos alcançar a liberdade de nossos irmãos que estão na prisão", disse à AFP o líder camponês da oposição Medardo Mairena, que passou vários meses preso por participar dos protestos da 2018.

A Igreja Católica da Nicarágua recebeu na sexta-feira uma imagem oficial da Virgem de Fátima de Portugal, que iniciou no sábado um jubileu mariano que ocorrerá até 25 de julho de 2021.

A peregrinação pela virgem, que os nicaraguenses veneram como a "rainha da paz", começa em meio à crise política que o país atravessa desde que os protestos antigoverno eclodiram, em 2018.

Segundo grupos humanitários, a repressão estatal às manifestações deixou pelo menos 328 mortos, centenas de presos, 85.000 exilados, além de uma profunda polarização política.

bm/yow/ll

Notícias