PUBLICIDADE
Topo

Rússia planeja propor aos EUA manter o número atual de ogivas nucleares

20/10/2020 08h32

Moscou, 20 Out 2020 (AFP) - A Rússia disse estar disposta a "congelar" o número de suas ogivas nucleares, junto com os Estados Unidos, com o objetivo de prorrogar o tratado nuclear Novo Start por mais um ano, um pacto que corre o risco de expirar sem um acordo.

De acordo com o Ministério russo das Relações Exteriores, "a Rússia propõe estender [o tratado] por um ano e está preparada, conjuntamente com os Estados Unidos (...), para 'congelar' o número de ogivas nucleares que cada um possui, durante esse período".

O congelamento não deve ser acompanhado de "quaisquer exigências adicionais dos Estados Unidos" e "economizará tempo" para continuar as consultas bilaterais sobre o futuro do controle de armas nucleares, acrescentou a diplomacia russa.

A prorrogação de um ano do Tratado Novo Start, com um "congelamento" dos arsenais nucleares, foi uma das propostas de Washington, inicialmente rejeitada e considerada "inaceitável" por Moscou.

Na última sexta-feira, porém, o presidente russo, Vladimir Putin, propôs estender o acordo atual por pelo menos um ano, mas "sem condições". A contraproposta foi recusada pelos Estados Unidos.

As negociações sobre a renovação deste importante tratado de desarmamento nuclear ficaram paralisadas por meses. O texto atual expira no início de 2021.

Concluído em 2010, o Tratado Novo Start mantém os arsenais dos dois países bem abaixo dos níveis da Guerra Fria, limitando o número de lançadores nucleares estratégicos a 700, e o número de ogivas nucleares, a 1.550.

pop/alf/pz/pc/zm/tt