PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Junta militar de Mali diz que impediu tentativa de golpe

16/05/2022 22h31

Bamako, 17 Mai 2022 (AFP) - A junta militar de Mali afirmou nesta segunda-feira (16) que impediu na semana passada uma tentativa golpista liderada por oficiais do exército com apoio de um país ocidental não identificado.

De acordo com um comunicado lido na televisão estatal, "um pequeno grupo de oficiais anti-progressistas malineses e oficiais não comissionados tentaram um golpe na noite de 11 para 12 de maio, 2022".

"Estes soldados foram apoiados por um Estado ocidental. A tentativa foi frustrada graças à vigilância e ao profissionalismo das forças de defesa e segurança", acrescentou.

O comunicado deu poucos detalhes sobre o que teria acontecido. Mencionou prisões e disse que os detidos seriam entregues à justiça. Não revelou sua identidade nem paradeiro.

Acrescentou que foram reforçados os controles ao redor da capital Bamako e as fronteiras do Mali.

Uma fonte militar disse sob condição de anonimato que foram realizadas 10 prisões e que havia outras a caminho.

Mali já teve dois golpes militares desde agosto de 2020, quando o exército derrubou o presidente eleito Ibrahim Boubacar Keita.

Além disso, o país da África Ocidental enfrenta desde 2012 uma insurgência jihadista contra grupos afiliados à Al-Qaeda e ao Estado Islâmico, e os confrontos se estenderam aos vizinhos Níger e Burkina Faso.

O governo militar rompeu com seu aliado tradicional França e se aproximou da Rússia em sua batalha contra os jihadistas.

Comprometeu-se inicialmente a devolver o comando aos civis em fevereiro de 2022, mas desde então já estendeu o prazo, o que motivou a imposição de sanções regionais.

bur-lal/imm/mtp/mas/gm/ic