PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Governo e oposição da Venezuela saem 'em resgate' do diálogo

17/05/2022 23h17

Caracas, 18 Mai 2022 (AFP) - O chavismo e a oposição venezuelana se reuniram nesta terça-feira, focados no "resgate do espírito" do processo de negociação suspenso no México em outubro.

Os chefes de ambas as delegações - Jorge Rodríguez, representante do presidente Nicolás Maduro, e o opositor Gerardo Blyde - publicaram a mesma mensagem em suas contas no Twitter: "Em reunião de trabalho para planos futuros. Em resgate do espírito do México", acompanhada de uma foto mostrando o aperto de mãos.

O processo de diálogo político recebeu um impulso nesta terça-feira dos Estados Unidos, que anunciaram um levantamento parcial da bateria de sanções com que crivaram o governo Maduro após questionarem a sua reeleição em 2018 e considerarem o processo fraudulento.

"A Venezuela deseja que essas decisões dos Estados Unidos abram caminho para o levantamento absoluto das sanções ilícitas que afetam todo o nosso povo", reagiu a vice-presidente, Delcy Rodríguez.

A medida foi tomada "a pedido" do gabinete do líder opositor venezuelano Juan Guaidó, que Washington considera presidente interino do país, ressaltou um funcionário do governo americano.

"Insistimos na urgência de reiniciar imediatamente o mecanismo do México em favor dos venezuelanos", publicou Guaidó, ratificando a exigência opositora na mesa: "eleições presidenciais e parlamentares livres e justas, que devem a nós, venezuelanos".

Maduro anunciou em março uma reativação "com muita força" do processo de diálogo, cuja suspensão ordenou em outubro de 2021, em retaliação pela extradição para os Estados Unidos por Cabo Verde de Alex Saab, empresário colombiano acusado de ser testa de ferro do presidente venezuelano.

Não há data para a retomada das conversas, que começaram em agosto no México e visavam a superar a crise profunda no país. "A Venezuela exigiu, exige e exigirá a participação de Alex Saab em qualquer uma das iniciativas de trabalho que eventualmente sejam acordadas", insistiu Delcy Rodríguez.

jt/atm/lb

CHEVRON

Twitter